Notícias do setor farmacêutico

Gigantes de beleza abraçam ação de sustentabilidade

Quatro das maiores empresas do mundo no segmento de higiene e beleza – Coty, Clarins, Grupo Rocher e L’Oréal – se uniram para lançar o programa Iniciativa de Beleza Responsável, que promove práticas sustentáveis e valor compartilhado em suas cadeias de abastecimento. A ação é resultado de parceria do quarteto com a EcoVadis, empresa independente que atua na classificação de Responsabilidade Social Corporativa.

O objetivo com o acordo é fortalecer práticas sustentáveis, melhorar os índices de impacto ambiental e social e maximizar o valor compartilhado em toda a cadeia de suprimentos. A ideia é que as empresas elevem o nível tanto dos esforços próprios nas questões mencionadas como acirrem a cobrança de que seus fornecedores adotem práticas éticas, sociais e ambientais mais sólidas.

Assim, as empresas signatárias da Iniciativa de Beleza Responsável têm o compromisso de estabelecer um conceito comum de performance sustentável em toda  indústria, compartilhar melhores práticas e  impulsionar ferramentas comuns para criar eficiência e benefícios para os fornecedores.

São apontados como benefícios da plataforma da EcoVadis: avaliação e contato de fornecedores, de acordo com mais altos padrões de especialização, certificações e segurança de informação e confidencialidade (ISSO 27000), presença internacional e plataforma multilíngue; avaliações e padrões fáceis de usar no desempenho e práticas de CSR dos fornecedores – com uma escala de 0 a 100 em quatro temas – meio ambiente, social, ética e cadeia de suprimentos), com metodologia que analisa documentos e inputs de diversos stakeholders, baseada em padrões internacionais como o Global Reporting Index (GRI), ISO 26000 e os princípios do Global Compact; avaliação completa de responsabilidade social corporativa adaptada ao setor, tamanho e localização de cada fornecedor, e scorecard de resultados, com comentários detalhados em todos os temas e ferramentas colaborativas para orientar melhorias; e compartilhamento de resultados do scorecard eficiente e preciso para todos os envolvidos evitando esforços duplicados dos fornecedores.

Fonte: Meio & Mensagem

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.