Pague Menos vai abrir centro de distribuição em MG | Panorama Farmacêutico
Notícias do setor farmacêutico

Pague Menos vai abrir centro de distribuição em MG

0 29

Ainda sem endereço definido, CD vai abastecer cerca de 50 unidades da rede no Estado. Em comemoração às mais de mil lojas abertas no Brasil, o fundador da rede de farmácias, Deusmar Queirós, lançou biografia ontem, em Fortaleza.Juarez Leitão, autor da biografia, comemora lançamento da obra ao lado de Deusmar Queirós JÚLIO CAESARJuarez Leitão, autor da biografia, comemora lançamento da obra ao lado de Deusmar Queirós JÚLIO CAESAR

Projetando expandir a sua atuação na região Sudeste, a rede de farmácias Pague Menos se prepara para abrir um novo centro de distribuição (CD). Desta vez, no Estado de Minas Gerais, conforme informou ontem, ao O POVO, Deusmar Queirós, fundador e presidente do Conselho de Administração da Pague Menos, cuja obra biográfica “Deusmar Queirós – O tecedor de ousadias” foi lançada ontem à noite, no Ideal Clube, em Fortaleza.

“Já temos quatro CDs: Ceará, Pernambuco, Bahia e Goiás. E o de Minas Gerais deve ser aberto no próximo ano, em Belo Horizonte, mas ainda vamos procurar o local exato em janeiro”, afirma o empresário, sem informar valor de investimento.

O CD vai abastecer as cerca de 50 lojas da rede, que operam não apenas na capital mineira, mas também em municípios como Juiz de Fora, Uberaba, Uberlândia, Goitacazes, Lavras, Patos de Minas, entre outras cidades.

Após a inauguração do centro de distribuição em Minas Gerais, a rede planeja novos CDs para abastecer lojas em estados como São Paulo, Paraná e Pará. “Todo ano a gente vai abrir um CD diferente, num local diferente. Já que estamos crescendo, temos que ficar perto das lojas para abastecer”, destaca.

“Crescer mais”

Sediada em Fortaleza, a rede Pague Menos conta hoje com 1.060 lojas distribuídas em todo o território nacional, mas a expectativa do fundador é fechar 2017 com 1.080 unidades, gerando mais de 2 mil empregos diretos.

Para o ano que vem, projeta alçar novo crescimento, com abertura de 200 novas farmácias, gerando, paralelamente, até 4 mil empregos diretos. Isto se deve ao fato de que a crise econômica não prejudicou o setor de medicamentos, tendo em vista que “a saúde é o bem mais precioso”. Logo, mantê-la em dia é inadiável para o consumidor, ante a compra de qualquer outro bem, justifica o empresário.

Apesar de contabilizar o fechamento de aproximadamente 30 lojas em 2017, o balanço para este ano é positivo. “Ainda não fechamos 2017, mas devemos crescer acima de 10% (ante 2016). A gente substitui uma loja que não está dando bons resultados por outra que dá bons resultados. Fechamos 30, mas abrimos 180”, ressalta.

No primeiro trimestre de 2018, o North Shopping Fortaleza vai abrigar mais uma loja Pague Menos. Será a terceira do centro comercial.

“Não deixamos passar boas oportunidades. Onde tiver local disponível, vamos continuar abrindo. Queremos permanecer crescendo mais”, acrescenta o empresário cearense, que também visualizada cenário otimista para a política e, consequentemente, para a economia nacional em 2018. “Já passamos por uma fase difícil no Brasil, mas logo logo essa fase vai passar. Vamos ter boas notícias com a chegada de um novo governo e devemos continuar acreditando bastante (em uma melhora)”, destaca.

Fonte: O Povo

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.