Notícias do setor farmacêutico

MEC libera R$ 31 milhões para hospitais universitários

BRASÍLIA – O Ministério da Educação antecipou a liberação de R$ 1.676.449,36 do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf) para que as unidades de saúde das instituições federais de ensino do Maranhão comecem o ano com dinheiro em caixa para realizar investimentos e planejar o início de 2018.

Na última sexta-feira, 5, o Comitê Gestor do Rehuf aprovou a liberação do recurso para o Hospital Universitário do Maranhão (HU), da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Na última sexta-feira, 5, o Comitê Gestor do Rehuf aprovou a liberação do recurso. Ao todo, o MEC antecipou a liberação de R$ 31 milhões do Rehuf para as instituições federais de ensino. O programa é administrado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal ligada ao MEC.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, destacou a importância desses recursos para a garantia da boa prestação de serviço dos hospitais universitários do país. “Desde o início da gestão, temos dado uma atenção especial aos hospitais universitários federais. Nosso objetivo é garantir que eles continuem prestando serviços de qualidade nas áreas de ensino, pesquisa e assistência à população. Esta liberação confirma nosso compromisso em começar o ano de 2018 com verbas para investimentos e custeio de materiais para as unidades”.

Essa iniciativa foi aprovada em tempo recorde. É a primeira vez que a liberação é realizada no começo de janeiro. O recurso será utilizado na compra de insumos, como medicamentos, ou em investimentos nas unidades, como novos equipamentos ou reformas. A decisão fica à critério do próprio hospital, que agora deve informar à Ebserh, por meio de planos de trabalho, o destino dos recursos.

“Liberamos recursos em dezembro para garantir o abastecimento das unidades e o atendimento à população. Agora, estes valores estão sendo enviados para que as unidades possam planejar e cumprir as ações de 2018 com maior tranquilidade e celeridade”, destacou o vice-presidente da Ebserh, Paulo Henrique Costa.

Liberações mais rápidas têm sido uma constante na estatal e são resultado da criação de um novo fluxo de processos dentro da empresa, que dá maior celeridade na aprovação de recursos para os hospitais. Antes, o processo de descentralização de créditos por meio da inserção de planos de trabalho levava, em média, 54 dias para a aprovação. Com o novo fluxo, esse prazo tem durado cerca de 10 dias.

“O Rehuf tem um impacto positivo muito grande para nós, principalmente na parte de capital e no crescimento da nossa infraestrutura. Todo investimento que o HU faz hoje é com recursos do Programa. Vindo agora no começo de janeiro, ainda nos ajuda a executar o planejamento que temos para o ano, sem atropelar etapas”, destacou a superintendente do Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe, Ângela Maria Da Silva, que adiantou o interesse em usar o recurso em equipamentos na área de cirurgia.

O Programa
Os recursos do Rehuf são oriundos dos ministérios da Educação e da Saúde. O programa destina-se à reestruturação e revitalização dos hospitais das universidades federais, incluindo as não filiadas à Ebserh, estatal vinculada ao MEC, que administra 39 hospitais universitários federais. A descentralização obedece a critérios como o porte do hospital (número de leitos), o perfil assistencial (baixa, média ou alta complexidade), obras e reformas em andamento, entre outros.

O objetivo é criar condições materiais e institucionais para que os hospitais universitários federais possam oferecer atendimento médico e hospitalar de qualidade à população, assim como proporcionar a formação qualificada de profissionais da área de saúde. O programa também prevê iniciativas de modernização da estrutura física e do parque tecnológico dos hospitais.

Residências do HU-UFMA

Os candidatos aprovados na Residência Médica, na Multiprofissional em Saúde e na de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial do Hospital Universitário da UFMA (HU-UFMA) terão os meses de janeiro e fevereiro, respectivamente, para efetuarem suas matrículas.

Os aprovados e selecionados na Residência Médica podem se matricular na Secretaria da COREME/HU-UFMA, no período de 23, 24, 25 e 29 de janeiro, das 8h às 12h e das 14h às 18h. Para os demais aprovados, o prazo vai de 19 a 23 de fevereiro e o local de matrículas é a sala da Residência Multiprofissional em Saúde, na Unidade Presidente Dutra, das 8h às 12h e das 14h às 17h.

As provas aconteceram no final do ano passado e tiveram 1.085 inscritos para as residências Multiprofissional, 52 para a de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial e 524 inscritos para a Residência Médica.

Frase

“Esta liberação confirma nosso compromisso em começar o ano de 2018 com verbas para investimentos e custeio de materiais para as unidades”

Mendonça Filho

Ministro da Educação

Em 2018, o HU-UFMA passará a contar com duas novas residências. Enfermagem Obstétrica e Gestão Hospitalar. Serão cinco vagas para cada. O edital do processo seletivo já está sendo produzido e em breve será divulgado.

O HU-UFMA é o maior centro formador de recursos humanos para a rede de saúde no Maranhão. A formação desses profissionais está alicerçada em diretrizes que incorporam a atuação profissional às atividades integradas de assistência, ensino e pesquisa.

Residência Multiprofissional em Saúde

A Residência Multiprofissional em Saúde ofertou 73 vagas para 10 categorias profissionais: enfermagem, nutrição, serviço social, fisioterapia, farmácia, terapia ocupacional, psicologia, educação física, fonoaudiologia e odontologia. Durante dois anos os residentes vivenciam na prática o cuidado com o paciente e a produção do conhecimento.

A coordenadora da residência, Milady Cutrim, destaca o que o setor está preparado para receber os novos residentes. “A missão maior do HU-UFMA é o ensino e uma atenção especial está sendo dada para a formação desses residentes. Estamos formatando as atividades com muito zelo, muitas ideias novas, fizemos uma pequena estruturação na matriz curricular e na metodologia. A proposta é alinhar a uma perspectiva mais moderna, inclusive, algumas das disciplinas já estão sendo oferecidas na modalidade de educação a distância, entre outros”.

Residência Médica

A Residência Médica ofertou 107 vagas para 27 especialidades. O tempo de duração depende da área de concentração com o período mínimo de um ano e máximo de cinco anos. O coordenador da residência, José Pereira Guará, ressaltou que a formação médica no Brasil no âmbito do SUS é um desafio, mas que o HU-UFMA segue firme no seu propósito do ensino em saúde de qualidade “Durante a graduação em medicina, o aluno é provocado com situações reais do cuidado ao paciente, porém é na residência médica que este cuidado é moldado, enriquecido e aprimorado. Nosso hospital, portanto, sob o olhar atencioso e qualificado de nossos supervisores e preceptores, propõe-se a executar este trabalho artesão, preparando para a sociedade profissionais capacitados, éticos e comprometidos com os princípios de atenção à saúde do SUS e contando com um parque tecnológico que se equipara aos grandes centros de outras regiões do país”.

Residência de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial

A primeira no estado do Maranhão, iniciou em 2015. Tem duração de três anos e o seu objetivo geral é conduzir ao conhecimento na área de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial, proporcionando treinamento suficiente para a atuação na especialidade em nível ambulatorial e hospitalar, na área de atuação correspondente de acordo com as Normas do Conselho Federal de Odontologia. Foram ofertadas duas vagas.

O coordenador da residência, Eider Guimarães, relata que a residência busca a formação com uma visão multiprofissional, preparando o residente para o mercado de trabalho, sobretudo com inserção no SUS, com alto nível técnico-científico, para atendimento de uma demanda reprimida de pacientes no Estado.

O início do período letivo para todos será o dia 1º de março.

Fonte: O Estado do Maranhão

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.