fbpx
O maior canal de informação do setor

10 respostas sobre o uso da ampicilina

240

Dez respostas sobre o uso da ampicilinaIndicada para o tratamento de diversas infecções, a ampicilina é um antibiótico. O medicamento pode ser utilizado para infecções localizadas ou sistêmicas, ou seja, aquelas generalizadas, usualmente as causadas pelos microorganismos do grupo enterococos, Haemophilius, Proteus, Salmonella e. coli.

Vamos esclarecer dez dúvidas comuns sobre a ampicilina. Lembre-se: você só deve tomar antibióticos com indicação médica e os medicamentos serão comercializados apenas com a retenção da receita.

O que é a ampicilina?

A ampicilina é o princípio ativo do medicamento de referência Ampacilina, da Eurofarma. Outros remédios à base desse fármaco são Ampicilab, Linapicil, Neo Ampicilin e Teuplafec. Ele pode ser encontrado no varejo farmacêutico nas apresentações de comprimidos de 500 mg e em suspensão.

Esse antibiótico é utilizado no combate a diversas infecções sensíveis a seu efeito. Sua venda é feita apenas sob prescrição médica e o paciente deve seguir a dose e posologia indicadas.

Confira algumas infecções combatidas pela ampicilina:

  • Infecções bucais
  • Infecções generalizadas
  • Infecções no intestino e na vesícula biliar
  • Infecções urinárias
  • Pneumonia e outras infecções do trato respiratório

Como é sua ação no organismo?

Derivada das penicilinas, a ampicilina causa a morte dos microorganismos combatidos. Após a dose, a ação começa em questão de minutos e permanece por até mais de seis horas.

Como devo tomar?

Quem deve definir a posologia da ampicilina é o profissional da saúde, que indicará o melhor horário, dose e também por quantos dias você deve repetir o processo.

Em geral, o medicamento deve ser tomado de 30 minutos a uma hora antes das refeições. Disponível em comprimidos, você deve ingeri-lo com um pouco de líquido.

Atenção, caso você tenha dificuldade para engolir comprimidos, você não pode cortá-lo, abri-lo ou sequer mastigá-lo.

Tem contraindicações?

Como sempre, caso você tenha alergia a qualquer um dos componentes da ampicilina, você não deve consumi-la.

Caso tenha tido qualquer tipo de alergia a penicilina ou cafalosporinas, ambos também antibióticos, o consumo do medicamento não é indicado.

Grávidas não devem tomar ampicilina sem indicação médica

Consta na bula da ampicilina que grávidas só devem tomar esse medicamento com o acompanhamento de um profissional da saúde. Lactantes também devem ter especial atenção em seu consumo.

Qual a diferença para a amoxilina?

Ambos os antibióticos são derivados da família das penicilinas, mas a principal diferença da ampicilina para a amoxilina é que a última é derivada do primeiro.

Com método de ação semelhante, a amoxilina apresenta uma absorção oral melhor, atingindo maiores concentrações séricas e teciduais.

Quanto tempo dura o tratamento?

Não existe um período padrão para o tratamento com a ampicilina. Cabe ao profissional da saúde determinar o período adequado para o seu caso em específico.

Devo tomar cuidado com quais medicamentos?

O ideal é que, assim que o profissional da saúde te indicar a ampicilina, você relate todos os medicamentos consumidos em seu dia a dia. A bula do remédio já prevê possível interação medicamentosa com os seguintes fármacos.

  • Alopurinol (o uso combinado pode causar lesões na pele)
  • Anticoncepcionais (em casos isolados, a ação do medicamento pode ser afetada, causando gravidez indesejada ou desregulação do ciclo menstrual)
  • Probenecida (aumenta os níveis de penicilina no sangue)

Tenho que parar de dirigir?

Não. Até o momento, não existem evidências de que a ampicilina diminua sua a habilidade para dirigir ou operar máquinas pesadas. Caso não se sinta seguro para continuar guiando durante o tratamento, converse com um profissional da saúde para esclarecer suas dúvidas.

Quais os efeitos colaterais?

A reação adversa à ampicilina mais comum é a alergia. Ela costuma acontecer em pacientes sensíveis a outros antibióticos ou que tenham históricos de hipersensibilidade ou asma.

Outros efeitos colaterais que você pode apresentar são diarreia, dor epigástrica, enjoos e/ou vômitos e erupções na pele. Assim que apresentar os primeiros sintomas, você deve procurar um profissional da saúde.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação