Notícias do setor farmacêutico

Você sabe quantas horas passa em frente a tela do computador ou smartphone?

404

médico, consultor e especialista em Saúde Corporativa Dr. Ricardo De Marchi, diz que a saúde começa com pequenos cuidados e hábitos que fazem parte do dia a dia.  O número de horas em frente a telas de computadores, celulares e TVs, tem crescido exponencialmente e a maioria de nós não percebe este comportamento.

As queixas são diversas: visão cansada, com diminuição da acuidade, irritação, dor, entre outros. “Cuidados com os olhos devem ser levados a sério. Ter a sensação de areia ou secura nos olhos têm diferentes causas”, explica o médico.

O doutor Ricardo cita dicas que podem ser uteis nesse cenário de utilização crescente de computadores ou smartphones:

Ajuste a tela

A ideia é que o ângulo na altura correta não faça você ficar com os olhos arregalados, o que contribui ao ressecamento. E no caso dos smartphones traga-o para a altura da cabeça, evitando a inclinação e sobrecarga da cervical.

Pisque os olhos mais vezes

Quando tiver fazendo qualquer atividade no computador, procure fazer algumas pausas e desviar os olhos da tela. Pisque várias vezes seguidas, isso lubrifica naturalmente os olhos e aliviará ressecamento.

Regule o brilho

O brilho da tela em excesso contribui e pode causar cansaço nos olhos, então reduza o brilho e deixe o mais confortável possível não tão claro e não tão escuro.

Consulte o médico

Ao sinal de desconforto, e irritação constante, visite um oftalmologista. Ele será seu aliado em aconselhar o melhor tratamento, ou faça uma vez por ano um check-up ocular.

O doutor De Marchi alerta para o uso de colírio, que deve ser apenas aquele receitado pelo médico oftamologista. E ressalta: “o uso de colírios sem orientação médica pode até piorar o problema e por isso, deve evitar a automedicação”.

ePharma, empresa líder em planos de medicamentos há mais de 17 anos, tem sido uma aliada da saúde, pois ao desenvolver o ePharma Plenus, o plano de medicamentos pré-pago mais completo do mercado,  instituiu que o subsídio na compra de medicamentos se aplica tão somente na apresentação da receita médica na compra na farmácia, o que traz segurança ao usuário do em seu tratamento, e confiabilidade do médico que o seu paciente está se medicando da forma correta”, afirma Marcos Breda, diretor de negócios da ePharma.

Fonte: Portal Primeira Hora

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.
document.querySelectorAll('.youtube a').forEach(e=>{e.href = "https://youtube.com/user/partnersupport" })