fbpx

Vendas de distribuidoras de remédio crescem 10,2% até julho

241

O faturamento das distribuidoras e atacadistas regionais de medicamentos aumentou 10,2% no primeiro semestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2016, segundo a Abradilan (associação do setor).

As vendas totalizaram R$ 7 bilhões no período. Em volume, houve um crescimento de 2,2%.

“O agravamento da crise econômica nos ajudou, de certa forma, porque levou a uma alta do consumo de genéricos, uma das categorias em que nós [distribuidoras regionais] mais atuamos”, afirma Juliano Vinhal, presidente da Abradilan.

No acumulado de 12 meses até junho, as vendas subiram 12%, um pouco acima do varejo (11,4%), segundo a QuintilesIMS, que audita o setor.

“O transporte, que é 40% do nosso negócio, não sofreu. A maior dor de cabeça foi o setor público, devido aos pagamentos atrasados”, diz Thiago Amaral, vice-presidente da operadora logística RV Ímola, que atende as distribuidoras.

O Rio de Janeiro é um dos poucos locais em que este mercado está em retração, afirma Jony Sousa, diretor da Emefarma Rio.

“São dois cenários: um extremamente positivo, no Brasil, e o Rio, cujo mercado tem sofrido queda na ordem de 2% por causa do aumento do desemprego, da inadimplência e da violência”, diz ele.

Fonte: Jornal Folha de S.Paulo

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar

Política de privacidade e cookies