fbpx

Brasil rumo ao top 5 do mercado farmacêutico global

1.650

 

A palestra de abertura da quarta edição do Abrafarma Future Trends, ministrada por Jonathan Carney, diretor sênior da QuintilesIMS, entusiasmou os participantes graças às boas perspectivas para o varejo farmacêutico nacional. O Brasil, que em 2011 ocupava a 10ª colocação no ranking mundial do setor, alcançou o sexto posto em 2016 e, até 2021, deve figurar no top 5.

Nesses últimos anos, o país ultrapassou Canadá, Espanha, Reino Unido e Itália e a expectativa agora é superar a França. Dessa maneira, ficaria apenas atrás de Estados Unidos, China, Japão e Alemanha em um mercado que movimenta US$ 1,02 trilhão globalmente. No entanto, alguns fatores críticos devem ser considerados para que o país realmente atinja a perspectiva de crescimento de 6 a 9% neste quinquênio.

“A desaceleração nas taxas de inflação e no aumento do preço dos medicamentos impactará as margens futuras do setor. Além disso, a redução dos empregos formais tem levado a população a abrir mão da cobertura assistencial da rede privada, comprometendo o acesso a remédios e a continuidade dos tratamentos de saúde”, adverte.

Segundo o especialista, o caminho para atenuar esse quadro passa justamente pela adoção do modelo de assistência farmacêutica. “Com a tendência de envelhecimento populacional, a farmácia poderá exercer um papel crucial para cobrir as lacunas da saúde pública”, acredita Carney, baseado na experiência do Reino Unido, terra natal do consultor. Ele utiliza a Walgreens Boots Alliance como exemplo. Desde a aquisição da rede britânica pela norte-americana Walgreens, em 2012, a Boots deu início a investimentos em farmácias clínicas e, hoje, elas já representam 15% do movimento do varejo local.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar

Política de privacidade e cookies