fbpx

EUA redefinem hipertensão arterial em 130/80

2.245

A Faculdade Americana de Cardiologia e a Associação Americana do Coração divulgaram, este mês, novas diretrizes para a aferição da pressão arterial. Agora, é considerado hipertenso o paciente que atingir 130/80, e não o limite anterior de 140/9. Com o novo padrão, quase metade da população dos Estados Unidos (46%) passa a ser considerada hipertensa, enquanto antes, um em cada três norte americanos (32%) tinha a condição, que é a segunda principal causa de doenças cardíacas e acidente vascular cerebral (AVC), depois do tabagismo.

A empresa higi, que disponibiliza mais de 11 mil estações de saúde espalhadas em farmácias da América do Norte, projetadas para verificar pressão arterial,  pulsação, peso corporal e índice de massa corpórea, informou que, somente este ano, 61,5% de seus exames têm resultados na nova faixa de hipertensão, um aumento de 32% de acordo com as diretrizes anteriores. “Estas instruções indicam a importância que os indivíduos devem dar às suas principais medidas biométricas e o significado disso para o gerenciamento da saúde pessoal”, resume o diretor médico e de tecnologia da higi, Khan Siddiqui.

No Brasil, o acompanhamento e o diagnóstico da hipertensão têm se tornado mais acessíveis com a implantação de programas de assistência farmacêutica avançada nas principais redes de farmácias e drogarias do país. Os pontos de atendimento, situados dentro do ambiente farmacêutico, também contam com serviços de controle do diabetes, colesterol, revisão da medicação, imunização, autocuidado, perda de peso e cessação tabágica.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

5 Comentários
  1. Guilherme diz

    Olá, achei muito bom as informações divulgada só queria fazer um comentário para quem postou. Acho que o termo “medição” poderia ser substituído por aferição.

    Att. Guilherme Mesquita

    1. Wesley Oliveira diz

      Caro Guilherme

      Vamos fazer a adequação do texto. Te agradecemos pelo feedback.

  2. Marcos Antonio da Silva diz

    Evidentemente a famigerada indústria farmacêutica verá seus lucros aumentarem ainda mais,já que praticamente quase toda população americana,que é reconhecidamente obesa irá constar nesta estatística.

  3. Mariana diz

    Quais parâmetros foram usados para essa alteração? Estudos foram realizados? Fiquei curiosa para saber o porquê da adequação.

  4. Alberto diz

    Qual indústria farmacêutica esta por trás disso. He he tão vendendo pouco remédio.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.