fbpx

Programa compara preços de remédios e ajuda na economia

110

Entra ano, sai ano, e um dos números que o brasileiro acompanha é o da inflação. Recentemente o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que ao longo de 2017 este índice ficou em 2,95%. O número é resultado de uma combinação de itens que tiveram alta ou baixa no IPCA – Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo. Apesar da inflação ter ficado abaixo da meta, uma das áreas que mais pesou para que esse índice não fosse ainda menor em 2017 foi a saúde.

O consumidor sentiu a alta de 13,53% registrada nos planos de saúde e o aumento dos preços dos remédios, de 4,44%. Ainda que permitido pela Agência Nacional de Saúde (ANS), os dois itens fazem diferença no bolso, pois têm peso importante no orçamento do consumidor: 3,88% e 3,47%, respectivamente.

Para auxiliar o consumidor na busca pelo menor preço, uma ferramenta útil é o Consulta Remédios. Disponível na web e também app, a plataforma possui mais de 2.800 lojas cadastradas em todo o Brasil e 65 mil produtos – entre remédios e perfumaria. Desta forma, o consumidor consegue pesquisar e comparar o preço destes itens sem gastar gasolina e tempo.

Hoje o portal é considerado o maior comparador de preço de medicamentos do Brasil e acumula mais de 7 milhões de usuários por mês.

Uma simples busca no Consulta Remédios revela que ao utilizar a plataforma é possível economizar mais de 1000% na hora da compra. Um desses casos é com o medicamento Anastrozolda Eurofarma, repositor hormonal também utilizado no tratamento de câncer de mama em mulheres na pós-menopausa. De acordo com a busca no Consulta Remédios*preço mínimo encontrado é de R$ 40,90 e máximo de R$ 330,86, o que significa uma variação de mais de 700%.

O comparador ainda consegue ter acesso a muito mais do que a informação e a busca. Ele pode encontrar as lojas que entregam na sua região – a partir do CEP indicado.

Pelo aplicativo também é possível criar várias listas de produtos em um serviço chamado “Minha Lista”. Através deste serviço, o usuário consegue montar uma seleção com vários itens de sua escolha.

“Nossa plataforma traz todas as informações da bula com diagramação muito mais clara e objetiva. Lá ele encontra para que serve o remédio, suas contraindicações, como usar, posologia, dentre outros. Em apenas um clique ainda é possível conferir dados especiais, que nem a bula do remédio comprado na farmácia contém. Um deles é a interação medicamentosa, ou seja, se ele pode ser utilizado combinado com outro medicamento”, explica o CEO da empresa.

Fonte: Bem Paraná Online

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.