fbpx

Curitiba está com estoques baixos da vacina BCG

123

A partir desta terça-feira (6), a aplicação da vacina BCG — essencial em recém-nascidos para a prevenção contra a tuberculose — será centralizada em apenas 14 unidades de saúde de Curitiba. Até então, a BCG?era ofertada em todos os 111 postos da cidade, mas, por causa dos baixos estoques da vacina, a prefeitura optou por concentrar a aplicação em postos de maior circulação. De acordo com a prefeitura, a medida é temporária.

Veja os novos endereços e dias para aplicação da BCG

Em falta em várias unidades de saúde da capital desde a semana passada, a BCG está com repasse aos estados reduzido pelo Ministério da Saúde. Segundo a pasta, a causa é a troca do fornecedor do produto, cujo novo lote está sendo testado pelo o Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde. Assim que houver a liberação das novas doses, o Ministério afirma que repasse será normalizado. A previsão é que isso aconteça ainda em fevereiro.

Enquanto os estoques do município não normalizam, as vacinas serão aplicadas em dias específicos, dependendo da unidade de saúde. Esse método de organização já era adotado antes da diminuição da oferta, a fim de evitar desperdício da vacina. Isso porque cada frasco do produto rende 10 doses, que precisam ser usadas em até 6 horas após a abertura da embalagem.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a quantidade de doses disponível em Curitiba deve ser suficiente para pelo menos um mês sem repasse. São cerca de 1,6 mil vacinas de BCG aplicáveis, e a média de nascimentos mensais na cidade é de 1,5 mil. Mesmo assim, de acordo com o diretor do Centro de Epidemiologia da SMS, Alcides Oliveira, apesar da vacina ser tradicionalmente aplicada no primeiro mês de vida da criança, pode ser feita até os quatro anos de idade sem prejuízo à saúde do bebê.

Fonte: Gazeta do Povo

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.