fbpx

Justiça legaliza adiamento de aula para vacinação em SBC

86

Procura por vacina da febre amarela aumenta em São Bernardo, no ABC

Recurso na Justiça

O PT de São Bernardo do Campo havia entrado, na terça-feira (6), com uma ação pedindo que o poder judiciário determinasse, em medida liminar, que o prefeito Orlando Morando (PSDB) decretasse a volta imediata das aulas em toda a rede escolar do município. Segundo o documento, assinado pelos advogados Cleiton Leite Coutinho e Benialdo Moreira, o ato de suspensão prejudica milhares de alunos, pais e profissionais da educação.

O documento também questiona a transparência da justificativa de Orlando Morando e pede para que as denúncias sobre o real motivo sejam investigadas. O recurso cita os problemas com a licitação que definiria a empresa responsável pela merenda escolar como provável razão para adiamento do início das aulas.

Os advogados solicitaram que fosse apurado se houve crime de responsabilidade e improbidade administrativa. Além disso, pediram que o prefeito fosse responsabilizado pelo crime de desobediência e penalizado com uma multa diária no valor de R$100 mil.

Anteriormente, a prefeitura de São Bernardo disse que adotou a vacinação nas escolas municipais porque elas estão em todos os bairros de cidade e isso vai facilitar o acesso dos moradores. O procurador-geral do município afirmou que a falta das merendeiras não impediria o começo das aulas.

Fonte: G1

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.