fbpx

Farmácia é fechada em RO com mais de mil medicamentos são apreendidos

158
Foram recolhidos mais de 1000 remédios vencidos e proibidos (Foto: Conselho Regional de Farmácia/Divulgação)

Foram recolhidos mais de 1000 remédios vencidos e proibidos (Foto: Conselho Regional de Farmácia/Divulgação)

Uma ação de fiscalização nas farmácias particulares e hospitalares é realizada em várias cidades da Região Central do estado. Mais de mil medicamentos vencidos foram apreendidos e uma farmácia particular foi fechada. A fiscalização é realizada pelo Conselho Regional de Farmácia (CRF), com o apoio da vigilância sanitária.

A ação acontece desde a última segunda-feira (5), na Região Central. Segundo o conselho, já foram realizadas fiscalizações nas cidades de Novo Horizonte do Oeste (RO), Nova Brasilândia D’Oeste (RO), São Miguel do Guaporé (RO), Alvorada do Oeste (RO), Seringueiras (RO), São Francisco do Guaporé (RO) e Costa Marques (RO).

Um dos farmacêuticos fiscais, Tiago Fernandes Silva, contou ao G1 que mais de mil itens vencidos foram apreendidos. “Alguns deles venceram no ano de 2009. Também encontramos problemas na estrutura dos hospitais, condições sanitárias precárias e armazenamento inadequado de medicamentos”, explica Silva.

Fiscalização também avaliou condições precárias de estrutura (Foto: Conselho Regional de Farmácia/Divulgação)

Fiscalização também avaliou condições precárias de estrutura (Foto: Conselho Regional de Farmácia/Divulgação)

Na quarta-feira (7), em Costa Marques, com o apoio da Vigilância Sanitária Municipal e da Polícia Civil, uma farmácia particular foi fechada e o proprietário conduzido à delegacia de Polícia.

Segundo o representante da Vigilância Sanitária, Hélio Lima Viana, em novembro de 2017, a farmácia já havia sido notificada, porém, não providenciou o profissional farmacêutico até o momento.

De acordo com o CRF, a inspeção deve acontecer em outras cidades. “Pretendemos realizar a inspeção em todas unidades de saúde pública do estado até meados de março”, explica o Silva.

Fiscalização também avaliou condições precárias de estrutura (Foto: Conselho Regional de Farmácia/Divulgação)

Fiscalização também avaliou condições precárias de estrutura (Foto: Conselho Regional de Farmácia/Divulgação)

Fonte: G1

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar

Política de privacidade e cookies