fbpx

Energia solar abastecerá 145 lojas da Araujo

7.329

 

Com o objetivo de focar no consumo responsável de energia, a Drogaria Araujo, com apoio da AES Tietê, passará a locar uma planta solar remota, com potência estimada de 4,4 MW, por um período de dez anos.
O início da operação está programado para o último trimestre de 2018. Serão instalados mais de 16 mil módulos fotovoltaicos, com geração média mensal de 930 MWh de energia limpa, que será injetada na rede de distribuição local, gerando créditos que atenderão 145 unidades da rede de drogarias.

“Nossos clientes terão a garantia de que, ao consumirem produtos da drogaria, estão contribuindo para um mundo mais sustentável. Com isso, nos mantemos como referência em inovação e pioneirismo, agora também no campo da sustentabilidade”, ressalta Modesto Araujo Neto, presidente da Drogaria Araujo. A planta está prevista para ser instalada ao lado da hidrelétrica de Água Vermelha da AES Tietê, na divisa entre Minas Gerais e São Paulo.

Ao gerar sua própria energia, a Drogaria Araujo deixará de emitir 1.034,53 ton de CO2, o equivalente à energia consumida em seis mil casas. “A grande vantagem desse projeto é a redução de custos, já que o valor é mais competitivo quando comparado ao preço da distribuidora de energia”, explica Ítalo Freitas, presidente das AES Tietê. “Por sermos a primeira no modelo drugstore, com lojas que têm metragem acima de 400 m², o dobro da média do setor e a maior variedade de produtos, inclusive de itens refrigerados e congelados, precisamos pensar em estratégias para economizar energia, finaliza Araujo Neto.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar

Política de privacidade e cookies