Notícias do setor farmacêutico

Ji-Paraná investe R$ 1,5 milhão em medicamentos por ano

340
Ji-Paraná investe R$ 1,5 milhão em medicamentos por ano - Gente de Opinião

 Todos os dias aproximadamente 700 pessoas são atendidas nas Farmácias Básicas da Prefeitura Municipal de Ji-Paraná. São pacientes encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde que procuram principalmente medicamentos para pressão alta, saúde mental e osteoporose.

Conforme a gerente administrativa da Farmácia Básica, Alekssandra Azevedo, o município investe uma médica de R$ 1,5 milhão na compra de medicamentos por ano. Os recursos são oriundos dos cofres municipais e dos Governos Federal e Estadual.

“São aproximadamente 200 tipos de medicamentos disponíveis nas duas unidades no município. Seguimos a recomendação do Governo Federal, que disponibiliza a Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (RENAME). Essa lista conta com itens que devem atender à necessidade dos pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS)”, explicou Alekssandra.

O objetivo da Farmácia Básica é facilitar o acesso dos pacientes ao medicamento e orientá-los para que o tratamento medicamentoso seja feito da maneira correta. As duas unidades em Ji-Paraná contam com farmacêuticos durante todo o período de atendimento, das 08 horas às 17 horas. Além disso, o estoque de remédio é feito de maneira correta para preservar a qualidade.

“A Farmácia Básica de Ji-Paraná tem se tornado modelo para Rondônia. Muitos municípios vêm nos visitar para conhecer nossa forma de trabalho. Nossos profissionais são capacitados e estamos em constante atualização junto a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para garantir que os medicamentos suspensos sejam retirados do estoque e que as orientações aos pacientes sejam eficazes. Esse cuidado faz toda a diferença para quem precisa dos serviços de Assistência Farmacêutica”, completou a diretora.

Para ter acesso aos medicamentos da Farmácia Básica, é preciso ter a receita prescrita pelos médicos que atendem nas Unidades Básicas de Saúde, apresentar o cartão do SUS e, nos casos de aquisição de remédios controlados, é necessário também um documento com foto.

Fonte: Gente de Opinião


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2021/02/15/profarma-specialty-busca-ampliacao-nas-regioes-norte-nordeste-e-sul/

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.