Notícias do setor farmacêutico

Parceria entre farmacêuticas aumenta alcance de exame para pacientes com câncer

454

MSD e Boehringer Ingelheim se unem para disseminar testes que ajudam a detectar melhor tratamento para o paciente. Resultados saem em 6 dias úteis.

Veja também: Saúde aponta possui 141 casos de microcefalia em Salvador

Pacientes com diagnóstico de câncer de pulmão acabam de ganhar mais um aliado para lutar contra a doença: o Programa PD-Point 2.0. Lançado pela farmacêutica MSD, o projeto oferece, gratuitamente, exames para identificar rapidamente a presença dos biomarcadores PD-L1 e de mutações dos genes EGRF e ALK, utilizados para determinar qual o melhor tratamento para cada paciente. O programa garante a emissão dos resultados em apenas seis dias úteis – o que antes só era possível em 12 dias –, acelerando assim, o diagnóstico preciso do câncer de pulmão. Para que o exame possa ser acessível para um maior número de pessoas, MSD e Boehringer Ingelheim firmaram parceria que visa unir esforços para aumentar a capilaridade do exame entre os médicos.

Siga nosso Instagram

“Atualmente, não há como falar sobre tratamento de câncer de pulmão sem esses exames. Eles são imprescindíveis e determinantes para que o médico possa oferecer a melhor opção terapêutica para seus pacientes”, enfatiza o Dr. William William, diretor médico de Oncologia e Hematologia do Hospital BP Mirante, a Beneficência Portuguesa de São Paulo.

A Dra. Marcia Datz Abadi, Diretora médica de Oncologia da MSD Brasil, destaca a importância de unir forças para multiplicar o alcance do Programa PD-Point 2.0. “A Boehringer Ingelheim é reconhecida no mercado pelo seu trabalho no combate ao câncer de pulmão, nos pareceu natural procurar um parceiro gabaritado para ajudar a levar aos médicos informações sobre como o programa pode ajudar os pacientes. Nosso objetivo é ampliar o acesso”, explica.

A força de vendas da Boehringer Ingelheim, que diariamente visita consultórios em todo o país, a partir de agora também vai levar as informações do programa aos especialistas. “É muito importante facilitar o acesso a esses exames, para que o tratamento adequado a cada paciente seja instituído rapidamente pelos seus médicos”, detalha a Dra. Thaís Melo, diretora médica da Boehringer Ingelheim do Brasil.

O que são biomarcadores?

Biomarcadores são moléculas encontradas no sangue e outros fluidos ou tecidos corporais, como urina e plasma, que podem ser utilizados para identificar uma condição biológica ou uma doença. Quando determinado tipo de alteração é identificada no organismo do paciente, serve como referência para o médico determinar a estratégia do tratamento.

Quando estas informações são utilizadas na personalização do tratamento, aumentam as chances de o paciente obter resultados positivos. Além disso, possibilita que os recursos da saúde, pública e privada, sejam alocados de forma mais sustentável, uma vez que identifica com precisão se o paciente está apto a receber ou não determinados tipos de medicamentos.

Como funciona o teste?

O procedimento é simples. Para não causar desconforto para o paciente, todas as análises são realizadas a partir de apenas uma amostra do material. Basta um médico, oncologista ou patologista, acessar o site www.pdpoint.com.br e solicitar a coleta da amostra. O processo é feito online e todas as etapas podem ser acompanhadas pelo solicitante, desde a retirada do material até o recebimento dos resultados.

Vale ressaltar que os testes são subsidiados pelas farmacêuticas, portanto o custo para pacientes, governo e administradoras de saúde é zero.

Sobre o câncer de pulmão

O Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) e o Ministério da Saúde (MS) estimam a ocorrência de cerca de 600 mil casos novos de câncer no Brasil em 2018. Destes, mais de 31.200 casos serão de câncer de pulmão, considerado um dos tumores malignos mais comuns do mundo[1].

O câncer de pulmão é o terceiro mais comum no mundo, depois do câncer de mama e do câncer de próstata. Segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde, mais de um milhão e meio de casos novos são diagnosticados anualmente em todo o planeta. Além de ser muito frequente, o câncer de pulmão representa a principal causa de morte por câncer em todo o mundo, causando cerca de 1.400.000 mortes todos os anos. O câncer de pulmão é diagnosticado depois dos cinquenta anos de idade em 90% dos casos, sendo as faixas etárias de 60 a 70 anos as mais frequentemente comprometidas[2].

Fonte: Brasil Fashion News

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.