fbpx

Campeonato de startups aproxima farmácias de projetos inovadores

2.130
Rappi foi a grande vencedora da competição entre as oito startups participantes. Na foto, Carlos Zago (CEO da Innovster), Eugenio De Zagottis (presidente do conselho da Abrafarma), Eduardo Sodero (diretor da Rappi Brasil) e Sergio Mena Barreto (CEO da Abrafarma) Crédito: Wesley Gonçalves

De um lado, startups ágeis e abertas a inovações. De outro, redes com base sólida de clientes e escalabilidade. O Abrafarma Future Trends, encerrado nesta quinta-feira, dia 5, proporcionou um encontro inédito entre essas empresas por meio do Innovation Cup. Foi uma das principais novidades da quinta edição do evento, viabilizada pela Abrafarma em parceria com Carlos Zago, CEO da consultoria Innovster.

A sessão consistiu em um campeonato com a presença de oito startups que mantêm soluções para gestão de saúde e melhoria de operações no varejo. Cada uma teve direito a apresentar suas plataformas em cinco minutos, com espaço para perguntas e respostas. Ao final, o público e um júri formado por executivos das redes de farmácias, consultores e gestores da indústria tiveram a oportunidade de votar na melhor ideia. A mobilização foi intensa, com cerca de 280 pessoas lotando um dos auditórios do Transamerica Expo Center, em São Paulo (SP).

Com 39,8% dos votos, a Rappi foi a grande vencedora, com seu sistema de delivery que propõe a entrega de produtos diversificados em menos de uma hora. A empresa recebeu um prêmio de R$ 10 mil. A segunda colocada, com 22,9%, foi a Send4, que permite aos e-commerces das redes oferecer aos clientes a opção de retirada ou devolução de suas compras online nas unidades mais próximas da residência ou local de trabalho. Já a Neomode ocupou a terceira posição, com 11,4% de preferência graças à sua plataforma de integração omnichannel entre as vendas pela internet e nas lojas físicas.

As demais participantes foram a Aqua (especialista em tecnologias touchscreen para aprimorar a experiência no PDV), a Dr. Sintomas (programa de inteligência artificial baseado na análise de sintomas e na consultoria de saúde para pacientes), a WinWin (app inspirado no Pokémon Go e que recompensa os usuários após sugerir a caça de produtos), a Ubots (focada na digitalização do atendimento ao consumidor) e a ViBe – VivaBem (gestão integrada de saúde para redução de custos assistenciais e melhoria da produtividade dos colaboradores da empresa).

“Sem dúvida, essa iniciativa abriu um caminho promissor para novas parcerias e contribui para nosso setor absorver ideias realmente diferentes e disruptivas”, avalia Sergio Mena Barreto, CEO da Abrafarma.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.