Notícias do setor farmacêutico

Executivos da Hypera cogitam acordo de delação premiada

640

Enquanto a Hypera Pharma (antiga Hypermarcas) avança em uma investigação interna para apurar supostas irregularidades que levaram à Operação Tira-Teima, seu controlador, João Alves de Queiroz Filho, o Júnior, e o presidente afastado, Claudio Bergamo, mantêm posição diferentes entre si sobre a possibilidade de delação premiada. O Valor apurou que, estejam abertos a colaborar com as autoridades, Júnior estaria em conversas iniciais sobre um acordo. Bergamo tenderia a aguardar eventual convocação pelas autoridades.

Fonte: Valor Online

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.
document.querySelectorAll('.youtube a').forEach(e=>{e.href = "https://youtube.com/user/partnersupport" })