fbpx

EUA estendem vacina que protege contra 9 tipos de HPV até os 45 anos

147

Não há previsão de chegada desta vacina, a Gardasil 9, ao país; no Brasil, há outros 2 tipos e uma delas pode ser tomada na rede particular até os 45 anos

Deborah Giannini, do R7

A agência norte-americana FDA (Food and Drug Administration), que regula produtos alimentícios e farmacêuticos nos Estados Unidos, aprovou o uso da vacina Gardasil 9 contra o HPV para mulheres e homens entre 27 e 45 anos.

Esse tipo de vacina contra o HPV ainda não existe no Brasil. Embora tenha sido aprovada pela Anvisa em dezembro do ano passado, não há previsão para sua chegada ao país, segundo a MSD, fabricante da vacina.

No entanto, no Brasil, existem duas vacinas contra o HPV: a HPV2, para meninas e mulheres a partir de 9 anos, e a HPV4, para meninas e mulheres de 9 a 45 anos e para meninos e homens de 9 a 26 anos.

A HPV4 é oferecida no SUS para adolescentes, mas pode ser tomada por mulheres com até 45 anos na rede privada.

A vacina HPV4 previne contra 4 tipos de HPV, o que representa proteção contra 70% dos cânceres do colo útero, 90% do câncer anal, 63% de câncer de pênis, 70% dos cânceres de vagina, 72% dos cânceres de orofaringe e 90% das verrugas genitais, segundo o Ministério da Saúde.

O público-alvo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e utilizado no Brasil para esta vacina são meninas entre 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos.

vacina contra o HPV faz parte do calendário nacional de vacinação e, portanto, está disponível durante o ano inteiro nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

O Ministério preconiza duas doses dessa vacina, sendo que a segunda deve ser realizada seis meses após a primeira aplicação.

O HPV (papilomavírus humano) é o nome dado a um grupo que abrange mais de 100 tipos de vírus. Pode causar verrugas nas regiões genitais, precursoras de tumores malignos, principalmente câncer de colo de útero e de pênis.

Gardasil 9 protege contra 9 tipos de HPV

A Gardasil 9 previne alguns tipos de câncer e outras doenças causadas por nove tipos de HPV. A vacinação contra o HPV antes da infecção da doença tem o potencial de prevenir mais de 90% dos casos de câncer, de acordo com Peter Marks, diretor do Centro de Avaliação e Pesquisa Biológica da FDA.

“Essa aprovação representa uma importante oportunidade para ajudar a prevenir doenças e cânceres relacionados ao HPV em uma faixa etária mais ampla”, afirmou, por meio de nota.

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, 14 milhões de pessoas são infectadas pelo HPV por ano naquele país. Cerca de 12 mil mulheres são diagnosticadas, sendo que 4 mil morrem de câncer de colo de útero causado pelo vírus HPV.

“Estudos recentes revelam que o risco de contágio pelo HPV permanece ao longo de toda a vida. As chances de contaminação podem chegar a 80% em mulheres com até 50 anos. Apesar de a prevalência da infecção ocorrer em mulheres mais jovens e diminuir com a meia-idade, um segundo pico de contaminação pode ocorrer entre 50 e 60 anos, possivelmente associado à reativação do vírus adquirido no passado”, afirmou a MSD, por meio de nota.

Fonte: Portal R7

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar

Política de privacidade e cookies