Notícias do setor farmacêutico

Comida sem fila

491

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) praticamente zerou a fila de pedidos para registro de novos produtos alimentares.

A autarquia possuía 640 petições à espera de análise em setembro de 2017 e, agora, esse número caiu para 3, segundo Thalita Lima, gerente-geral da área no órgão.

Entre as categorias que precisam de aprovação estão fórmulas para nutrição, probióticos, itens com propriedades funcionais ou voltados para crianças.

Parte do avanço se deve a uma norma que criou uma categoria, a de suplementos alimentares, que passou a ter regras específicas e retirou alguns itens da fila de alimentos.

Além disso, foram feitas mudanças internas na Anvisa, como simplificação de requisitos no processo e adoção de trabalho à distância dos servidores, só permitido caso haja aumento de 20% na produtividade, diz Lima

O tempo médio de análise, porém, ainda não caiu. Segue em 366 dias para novos registros.

Fonte: Folha de S. Paulo

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.