Número de crianças sem vacina quadruplica nos EUA

Um relatório produzido pelo Centers for Disease Control and Prevention (CDC), agência do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, evidencia uma crescente preocupação entre as autoridades locais. Segundo o estudo, o percentual de crianças menores de dois anos que não recebeu nenhuma vacina quadruplicou nos últimos 17 anos.

Dos meninos e meninas nascidas em 2015, cerca de 100 mil não foram imunizados desde então. O percentual ainda é pequeno em relação ao contingente total de crianças norte-americanas – 1,3% –, mas era de apenas 0,9% em 2011. Nas zonas rurais do país, o índice sobe para 2%.

No ano passado, os Estados Unidos voltaram a registrar a incidência de doenças como o sarampo. Um dos surtos ocorreu no estado de Minnesota, onde a maioria dos casos confirmados envolvia crianças somali não vacinadas. A baixa adesão foi desencadeada por informações distorcidas disseminadas por ativistas contrários à imunização, que assustaram comunidades de imigrantes locais.

“Mas a recusa dos pais representa apenas uma das motivações para esse problema. Cerca de 7% do público sem cobertura de seguro nessa faixa etária não foi imunizada, contra 0,8% das crianças com plano de saúde privado e 1% vinculada ao Medicaid”, alerta Amanda Cohn, pediatra e conselheira sênior do CDC para vacinas.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar

Política de privacidade e cookies