fbpx

“iFood dos remédios” lança rodada para pequenos e médios investimentos

191

A Remederia, startup que está sendo conhecida como o “iFood dos Remédios”, lançou no último domingo (11/11) uma rodada de investimento para pequenos e médios investidores. A rodada será concluída na próxima segunda-feira (19/11), com possibilidades de investimentos de R$ 1 mil a R$ 50 mil. O valor investido será revertido em percentual da empresa da seguinte forma: R$ 50 mil dá direito a 1%; R$ 25 mil a 0,5%; R$ 10 mil a 0,2%; R$ 5 mil a 0,1% e R$ 1 mil a 0,02%. 

Na simulação feita pela Startup, quem investir R$ 5 mil ganhará R$ 1 milhão caso a empresa seja vendida por R$ 1 bilhão mais adiante. “Isso não é nenhum absurdo considerando alguns dos últimos grandes cases de startups brasileiras e o enorme potencial deste mercado, mas qualquer investimento em Startup é sempre de alto risco”, pondera Everson Costa, CEO da Remederia.

A rodada está sendo feita na modalidade de crowdfunding, por meio do Catarse. Mais detalhes podem ser obtidos no site https://www.catarse.me/anjos-do-remederia.

O objetivo da campanha é arrecadar R$ 100 mil para melhorias no aplicativo e investimento em publicidade e marketing.

O modelo do aplicativo de pesquisa e compra de remédios é semelhante ao do consagrado iFood, em que os usuários escolhem a sua refeição com base nos cardápios dos restaurantes da sua região e são atendidos pelo serviço de Dellivery. “A diferença é que, a princípio, a própria Remederia faz as entregas dos medicamentos caso a farmácia não tenha este serviço de delivery”, explica Everson Costa, CEO da Remederia.

A ideia de criar a startup, segundo Costa, surgiu quando ele precisou comprar remédios durante um breve período de convalescência e percebeu que não havia algum aplicativo que agrupasse funções como pesquisar preço das farmácias mais próximas, comprar pelo celular e receber no local que desejar. “Ou os sites exibiam os preços dos remédios, mas não permitiam a compra, ou simplesmente mostravam as farmácias mais próximas. Eu tinha a possibilidade também de ligar nas farmácias para pesquisar os preços e solicitar a entrega, o que daria muito trabalho. Conseguimos resolver tudo isso num só app”, afirma Costa.

O usuário instala em seu celular o aplicativo Remederia, disponível para as plataformas Android e IOS. Ao abrir o aplicativo, ele tem a opção de tirar foto do rótulo do remédio ou de digitar o nome do medicamento na busca para pesquisar o seu preço nas farmácias mais próximas. O aplicativo busca no mesmo instante os preços nas farmácias mais próximas. Em seguida, o usuário finaliza a compra pelo celular pagando com cartão de crédito pelo próprio aplicativo ou escolhendo a opção de pagar com débito ou dinheiro na entrega do produto. A Remederia entrega o remédio no local solicitado pelo cliente.

Para o consumidor, basta instalar o aplicativo e já começar a utilizar. Se ele não estiver na cidade de Betim, será possível apenas pesquisar as farmácias mais próximas e o valor médio nacional do remédio que ele precisa, a título de comparação. As farmácias, por sua vez, devem entrar em contato com a Remederia para cadastrar gratuitamente as suas lojas.

Os planos da startup são avançar para Belo Horizonte nos próximos três meses, para em seguida chegar a São Paulo e se espalhar nacionalmente. “Começamos por Betim por já estarmos estabelecidos aqui e por ser uma cidade com alto potencial para acolher esse modelo de negócio”, afirma Everson Costa.

Para conquistar o objetivo de se estabelecer em todo o país, o CEO da Remederia se apoia em sua própria experiência como fundador da Donuz, startup de fidelização de clientes situada em Betim que já alcançou a sua maturidade e atua com clientes como Malwee, O Boticário, Estácio e mais de 10 mil empresas em diferentes países.

Já o economista Alípio Souza, que completa o trio de sócios ao lado do desenvolvedor Harley Ítalo, confia na capacidade da startup de conquistar uma parcela do grandioso mercado farmacêutico. “Dados da NRC Consultoria e CMED mostram que o faturamento no mercado de medicamentos foi superior a R$ 63,5 bilhões em 2016 e o mercado farmacêutico de varejo atingiu um volume de vendas de 5,2 bilhões de unidades de medicamentos em 2017. Isso significa que são R$ 126,3 bilhões de reais em vendas e R$ 85,35 bilhões em faturamento. A expectativa da Remederia é de conseguir menos de 1% de toda a transação nesse mercado e chegar em 2022 liderando o mercado e faturando R$ 50 milhões por ano”, conclui Alípio.

Fonte: Panorama de Negócios

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar

Política de privacidade e cookies