fbpx

Nova marca de perfumes do Vale do Ribeira faz lançamento nacional

93

A mais nova marca de perfume Harold Essences, criada no Vale do Ribeira por dois amigos, já está em processo de finalização para ser comercializada e cair no gosto do consumidor.

O perfume terá embalagens sofisticadas, preços acessíveis e diversos tipos de aromas que encantarão a todos os estilos.

A ideia do empreendimento veio de Jair Mota de Souza, que ao experimentar algumas fórmulas do amigo Haroldo Costa Teixeira Junior, não teve a menor dúvida de que seria um negócio de sucesso.

Haroldo, que já pensava no assunto, de imediato aceitou a proposta do amigo.

“Certo dia meu amigo Jair comprou um perfume que eu tinha feito e ele adorou! Logo já me pediu mais três essências e começou a receber muitos elogios por onde passava, não demorou muito e veio me fazer a proposta de negócio. Eu já tinha intenções, mas não tão audaciosas até o momento. Conversamos, estudamos e pesquisamos muito antes de decidir começar! Agora estamos fazendo tudo a nível profissional e empresarial. Visitamos empresas de alto padrão que atendem somente alta escala de empresas de perfumaria fina, tudo cotado em dólar e com padrão de qualidade bem rigorosa. Hoje legalizamos tudo e criamos a nossa marca!”, conta Junior.

Como tudo começou…

Haroldo Junior conta que desde adolescente há tinha certa vocação para o negócio, quando ajudava o pai na Drogaria em que trabalhava.

“Já naquela época eu ficava misturando diferentes essências em busca de novos aromas. Com o passar do tempo eu fui colecionando várias marcas nacionais e quando me tornei mais independente financeiramente conheci os perfumes importados e não parei mais. Nessa época entrei em um curso técnico em química. Com meus 20 anos eu saí da Drogaria do meu pai e comecei a trabalhar em um laboratório de análise química na área de nutrição animal. Passaram os anos e os gastos com perfumes importados continuavam altos. Fiz faculdade de meio ambiente, trabalhei três anos na área e sempre era elogiado por andar perfumado. Até que surgiu na minha vida a fotografia. Sai do emprego formal e fui estudar fotografia. Depois de um ano eu voltei a atuar como analista químico e fotografava nos finais de semana. No total, já são 12 anos fotografando, oito como analista químico e nove como químico responsável em um laboratório de controle de qualidade de fertilizantes”, explica Junior.

Mesmo atuando em outras áreas, Junior conta que nunca deixou de ser apaixonado pela produção de novos aromas.

“Apaixonado por cheiro bom eu resolvi fazer amaciante de roupas, testei e ficou ótimo! Logo, amigos e familiares começaram a me pedir. Estudei a viabilidade de comercializar o produto e não achei que valeria a pena, financeiramente falando. Mas, como sempre tive o empreendedorismo na veia comecei a pensar na possibilidade de comercializar perfume. Estudei procedimentos e como sempre tive acesso a produtos químicos, vidrarias de precisão e equipamentos analíticos fiz um curso e uma visita técnica a um fabricante. Comprei materiais e fiz duas essências iguais a dois perfumes de grifes que tenho. De manhã eu passava o perfume no meu braço e o importado no outro… Para minha surpresa deu super certo! Distribui as amostras para amigos e fui fazendo aromas masculinos e femininos. Resultado: Só elogios!”, lembra Junior.

Foram dois anos de testes onde o químico pode ganhar grande experiência testando as essências e matérias primas de vários fornecedores.

“Atualmente, estamos há três anos fazendo e vendendo para pessoas conhecidas. Nesses cinco anos aprendi muito e minha coleção já está perto de 40 perfumes masculinos, sem contar os femininos que também já fizemos”.

Fonte: Registro Diário

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar

Política de privacidade e cookies