fbpx

Do Brasil para o Brasil: pela primeira vez, os brasileiros com diabetes terão acesso a uma insulina moderna produzida no país

102

Fabricada pela Novo Nordisk em Montes Claros-MG, a insulina asparte tem ação ultrarrápida e é aplicada via caneta pré-preenchida

 

São Paulo, dezembro de 2018 – Pela primeira vez no Brasil, pessoas com diabetes tipo 1 terão acesso, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), à insulina análoga de ação ultrarrápida com aplicação via caneta pré-preenchida. A produção foi realizada pela Novo Nordisk, empresa global de saúde com 95 anos de inovação e liderança no tratamento do diabetes, na única fábrica de insulinas do país, em Montes Claros (MG).

 

É também a primeira vez que o SUS disponibilizará insulinas modernas produzidas no Brasil. Em janeiro de 2018, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) concedeu à fábrica da Novo Nordisk autorização para fornecimento da insulina análoga de ação ultrarrápida – insulina asparte – ao mercado brasileiro. Dessa forma, ao vencer o processo licitatório do Ministério da Saúde para a aquisição das insulinas análogas de ação ultrarrápida, a Novo Nordisk gerou uma economia da ordem de R$ 50 milhões aos cofres públicos[1].

 

Para a empresa, esse movimento reforça seu compromisso de mais de 25 anos com o país e, principalmente, com as pessoas com diabetes, que terão acesso a um medicamento de qualidade e que facilita seu dia a dia. As canetas estarão disponíveis em todos os estados do país, incluindo o Distrito Federal, e devem atender cerca de 400 mil pacientes, de acordo com o Ministério da Saúde.

 

Até então, as únicas insulinas distribuídas pelo Ministério da Saúde eram insulinas humanas de aplicação via seringa, sendo o próprio paciente o responsável por retirar da ampola a dose correspondente ao seu tratamento. “As canetas, que agora estarão disponíveis via SUS, representam uma evolução, pois além de potencializarem a administração de uma dosagem correta, trazem mais conforto, facilitam o manuseio, o armazenamento e o transporte do medicamento”, salienta Rodrigo Mendes, gerente de grupo médico da Novo Nordisk. “Além disso, é um grande avanço para os pacientes no combate à doença, pois a praticidade contribui para uma melhor adesão ao tratamento”, finaliza.

 

Segundo Allan Finkel, vice-presidente e gerente geral da Novo Nordisk, o compromisso da empresa vai além de fornecer medicamentos. “Para nós, é um grande orgulho fazer parte dessa história. Além de disponibilizar as canetas pré-preenchidas, das quais os pacientes brasileiros com diabetes terão acesso pela primeira vez via SUS, continuaremos investindo na educação dos profissionais de saúde para melhor utilização dos nossos produtos e maior precisão do diagnóstico e tratamento do diabetes”, afirma.

 

A fábrica em Montes Claros (MG)

Aproximadamente 28 milhões de pessoas usam os produtos da Novo Nordisk para diabetes em todo o mundo. No Brasil, a empresa possui uma fábrica de insulinas que foi inaugurada em 2007, localizada em Montes Claros, MG. Com 64 mil metros quadrados, – o equivalente a sete campos de futebol – a fábrica é a maior unidade de produção de insulinas da América Latina – empregando cerca de 1.000 funcionários – e a maior unidade fabril da Novo Nordisk fora da Dinamarca, onde fica a sede da empresa.

 

Considerada uma das fábricas mais modernas do mundo, a relevância da unidade de Montes Claros, que já fornece medicamentos para mais de 50 países, faz com que sua produção de insulina represente 15% de toda a insulina consumida no mundo e 25,8% do valor de toda a exportação nacional de fármacos.

 

Além disso, em relação aos insumos utilizados na fabricação e embalagem desta caneta de insulina, cerca de 60% dos componentes foram produzidos no Brasil, ou seja, as pessoas com diabetes estarão utilizando um produto com uma composição, em sua maioria, brasileira.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar

Política de privacidade e cookies