ePharma investe R$ 4 milhões em segurança da informação

A política de segurança de dados e de governança em TI está entre as estratégias mais valorizadas dentro de uma empresa. Na ePharma, empresa que é referência no gerenciamento de programas de benefícios de medicamentos (PBM) no Brasil, os dados armazenados até agora em data centers migraram para a nuvem, com o apoio da solução Microsoft Azure. Em 2017, a empresa validou mais de 31 milhões de transações entre clínicas médicas, planos de saúde, usuários e farmácias – cerca de 47 por segundo.

A reestruturação envolve investimentos de R$ 4 milhões e a criação de uma unidade de negócio exclusivamente dedicada à infraestrutura de TI. Com a iniciativa, a ePharma conquistou a certificação SOC 2, o que assegura ao mercado o atendimento de todos os princípios de confiança estabelecidos pelo American Institute of Certified Public Accountants (AICPA), na TSP Seção 100. Outra inovação foi a adoção da Power BI, uma ferramenta de business intelligence capaz de formar uma rica base de dados e indicadores relacionados ao fluxo de dispensação de medicamentos e autorização de procedimentos.

“Com isso, operadoras, indústrias e o varejo farmacêutico passam a ter elementos e dados muito precisos para aprimorar o gerenciamento de resultados”, comenta Thiago Mônaco, diretor de TI. O executivo também destaca que as implementações possibilitam a ampliação do número de transações e acompanhamento de tratamentos, pacientes e benefícios de medicamentos (PBM).

Diariamente, o sistema autorizador da ePharma certifica em torno de 100 mil vendas, com duração inferior a três segundos e chegando a 20 transações por segundo nos horários de pico. Só em 2017, ocorreram mais de 31 milhões de transações em 2017, 16 mil por hora, 479 por minuto e 47 por segundo, em prol de pacientes de todos os estados brasileiros e do Distrito Federal.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar