Notícias do setor farmacêutico

85% dos casos de câncer estão relacionados ao cigarro

217

O câncer de pulmão é o segundo tipo mais comum em homens e mulheres no Brasil. Aproximadamente 13% de todos os novos casos de câncer são de pulmão. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), em 2019, são estimados quase 19 mil novos casos de câncer de traqueia, brônquio e pulmão em homens e mais de 12 mil novos casos em mulheres.

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

Os sintomas geralmente não ocorrem até que o câncer esteja avançado, mesmo assim existem sinais em estágio inicial que as pessoas devem ficar atentas, como afirma o médico Oncologista do Inca, Cristiano Duque.

Nas últimas décadas, o câncer de pulmão se tornou uma das principais causas de morte evitáveis. Isso porque o tabagismo e a exposição passiva ao tabaco são importantes fatores de risco para o desenvolvimento de câncer de pulmão, como explica Cristiano Duque.

O tratamento do câncer de pulmão depende do estágio da doença, podendo ser tratado com cirurgia, quimioterapia ou radioterapia, ou ainda várias modalidades combinadas. Para que o tratamento seja adequado, é necessário fazer um diagnóstico específico para definir se a doençaestá localizada apenas no pulmão ou se existem também focos em outros órgãos.

Fonte: Folha Videira

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.