fbpx

Lei Geral de Proteção de Dados impulsiona procura por backup

3.336
Gilberto Souza

A Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709/18), cujo prazo para adequação vence em fevereiro de 2020, levou muitos laboratórios e redes de farmácia a ampliarem a demanda por serviços externos de backup e segurança de informações sigilosas e pessoais. A afirmação é de Gilberto Souza, fundador e CEO da NT-UX, empresa especializada no desenvolvimento de soluções para a área de TI e que atende mais de 300 empresas na área da saúde, indústria e varejo farmacêutico.

Além de gerar economia de custos por conta da flexibilização do serviço, a busca de soluções técnicas também é observada em razão de uma certa maturidade das empresas de grande e médio porte no reforço de políticas de compliance.  Companhias como Droga Raia, Eurofarma e ePharma estão entre as que já aderiram a essas ferramentas.

Segundo o executivo, também houve um aumento na procura por segurança externa e diagnósticos de risco pelo temor das empresas em relação a sequestro de dados por ataques de ransomware e malware, softwares maliciosos de roubos de informações. “Não ter uma solução de backup adequada pode gerar um enorme prejuízo financeiro e ainda expor profissionais e clientes ao risco de vazamento de dados pessoais”, ressalta.

É fato que, num mundo cada vez mais digitalizado, os dados tenham se tornado um dos ativos mais valiosos de uma empresa. E a preocupação também se estende para casos de acidentes, desastres, roubos e falhas de manutenção ou mesmo de localização dos ativos. “A solução de backup, que parece tão simples, mas ainda é negligenciada por algumas empresas, pode ser comparada a um seguro de vida. É o último recurso que resta diante da ocorrência do problema”, ressalta Souza.

Vale lembrar que farmácias que trabalham com serviço de assistência farmacêutica e dispõem de prontuários eletrônicos ou mesmo arquivamento de dados de CPF, receitas médicas e exames devem se adequar à legislação, em relação ao correto armazenamento e proteção de dados de seus pacientes.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar

Política de privacidade e cookies