Distribuidoras unem-se em central de negócios

Com faturamento total de R$ 1,6 bilhão e responsáveis por comercializar 299,5 milhões de unidades de medicamentos no ano passado, 35 importantes distribuidoras regionais decidiram unir forças em torno de uma central de negócios e acabam de formar a Redifar. O evento de lançamento ocorreu no dia 7 de fevereiro, em São Paulo (SP), e reuniu cerca de 200 convidados no Novotel São Paulo Jaraguá Conventions, entre empresários e altos executivos da indústria, do setor de distribuição e de redes de farmácia,

Hoje, essas empresas já atendem 43,2 mil farmácias em 4.995 municípios, o que corresponde a quase 97% da população. “As distribuidoras médias, no entanto, carecem de ferramentas para acessar novos mercados, ganhar economia de escala e racionalizar custos”, argumenta o diretor executivo da Redifar, Geraldo Monteiro.

Outro desafio que estimula a central de negócios está relacionado à pulverização do mercado farmacêutico no Brasil, já que quase metade (47%) das vendas de medicamentos se concentram em municípios com até 300 mil habitantes, de acordo com a IQVIA. “Esse cenário reforça a importância de uma estratégia comercial unificada, que viabilize a realização de compras conjuntas e simplifique a interação de todo o canal farma”, destaca. As integrantes da rede totalizam 90 mil m² de centros de distribuição e empregam diretamente 3,2 mil profissionais, dos quais 1.293 são representantes.

“Indústrias estrangeiras, que muitas vezes não têm acesso e dificuldade de negociação com várias distribuidoras e desejam expandir a atuação no Brasil, podem encontrar na Redifar um aliado, assim como redes que desejam aumentar a capilaridade”, ressalta Monteiro.

A plataforma da Redifar está fundamentada em um software que possibilitará o acompanhamento e monitoramento de todo o processo de cotação e negociação com fornecedores. O sistema contempla ainda canais de comunicação como agenda de compromissos, salas virtuais de reuniões e compartilhamentos de arquivo. “Podemos ser aliados estratégicos no processo de expansão do varejo”, acredita Monteiro. A plataforma contribui ainda para influenciar campanhas comerciais e de incentivo conjuntas e, ao mesmo tempo, ajudará a ter uma gestão de resultados mais centralizada.

Diretoria

O conselho diretivo da Redifar será constituído de sócios e executivos de algumas das principais distribuidoras de médio porte do país.

CONSELHO DIRETIVO

Presidente:Flávio Andrei Medeiros de Jesus (Dislab-RJ)

Vice-presidente: Pablo Medina Caldas Silva (Prosper-RJ)

Diretor financeiro: João Orologio Marchiori (Elite Distribuidora-SP)

Diretor secretário: Gustavo Pereira (StockFarma-MG)

Diretor executivo: Geraldo Monteiro

CONSELHO FISCAL

Genesio Cervo (Cervosul-RJ)

Rodrigo Bevilacqua (Dimebras-MT e Alfamed-MS)

Roberto Fortes Filho (Fortes Distribuidora-CE)

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

4 Comentários
  1. Alan diz

    Nesse cenário político nacional que se encontra queria saber qual a plataforma de negócios que irao fazer para as drogarias independentes para nós tornar competitivos no mercado

    1. Gerson Souza Filho diz

      Caro amigo, sei nāo, acredito que estāo se unindo mais para defender seus interesses, do que com os varejistas. Anote: breve, brevemente, muito breve, nāo existirāo mais drogarias independentes. As redes já estão dominando o mercado. Franquias nāo estão e nem irāo dar certo. As grandes redes independentes crescem a cada dia. Invadem mercados que nunca estiveram em seus focos. Redes associativas nāo irāo durar, em 10 anos acabam-se todas. Há soluçāo? Sim, porem, tem certas coisas que nāo Sāo de graça.

  2. Marcos Simões diz

    Caros amigos, sinto em dizer: Estamos com os dias contados, e a Redifar e todas as distribuidoras, que hoje estão olhando para seus próprios umbigos, também estão com seus dias contados! Eles encontraram uma fórmula que não é segredo para ninguém! A união entre eles. Já perceberam que esta briga entre eles, só os levam a diminuir suas margens e aumentarem seus custos, Além de diminuírem seu poder de negociação! Com esta forma de união, eles aumentam o poder de barganha, podem transferir mercadorias de um estado para outro, embutem as diferenças de ICMS, e outras coisas! Nós também poderíamos nos utilizar da mesma fórmula, imaginem nos unindo e tendo mais de 200 lojas de um dia para outro, nos unificando em preços aplicados. Sem cometer os mesmos erros que Farmais e outros cometeram! Onde cada um aplica seu preço sem uniformização dos preços aplicados! Infelizmente entre nós “independentes” conversamos, almoçamos, tomamos café juntos, até mesmo fazemos festas e um convida o outro, mas pelas costas Vêem as apunhaladas. Falsidade pura! Mesmo sem conhecê-los, acho que temos chances! Desde que lutemos pela mesma causa, nos unamos, e trabalhemos juntos para o benefício conjunto!

  3. Lucio Trindade diz

    Pesquisando sobre o asunto encontrei esse post, achei bem interessante, vou acompanhar o blog de agora em diante.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar