fbpx

Justiça manda indenizar mães por receberem vacinas erradas

24

A Justiça condenou a prefeitura de Angatuba (SP) a indenizar duas mães por danos morais por aplicar vacinas erradas em abril de 2017. A decisão é em primeira instância e ainda cabe recurso.

Na época, as vítimas foram ao posto de saúde em busca da vacina da tríplice viral, contra sarampo, rubéola e caxumba, mas foram imunizadas contra febre amarela. Por conta do erro, elas foram impedidas de amamentar por pelo menos um mês.

O caso foi registrado na Polícia Civile a prefeitura teve que fornecer leite para essas crianças até completarem dois anos de idade.

Ainda assim, duas mães decidiram entrar na Justiça por danos morais pelo o que aconteceu e ganharam o processo. Como ainda é primeira instância, a prefeitura ainda pode entrar com recurso.

Mães precisam interromper amamentação após receberem vacina errada em Angatuba

Transtorno

Pelo menos 10 mães de Angatuba tiveram que interromper o aleitamento após receberem uma dose de vacina errada no Posto de Saúde Central Doutor Renato de Carvalho Ribeiro, em 2017.

“Tiraram uma dádiva da gente, porque o prazer da vida de uma mulher quando tem um filho é amamentar e agora não posso fazer isso. É muito triste sentir seu seio encher e não poder amamentar, vê-la chorando”, afirmou na época a dona de casa Vanessa Lima.

Outra mãe, que preferiu não ser identificada, contou que descobriu sobre o erro horas depois de ter tomado a vacina.

Outro lado

Em nota, na época, o prefeito Luiz Antônio Machado afirmou que reconhece que houve um fato lamentável no posto de saúde central, quando 11 mulheres que amamentam suas crianças tomaram dose de vacinação errada, sendo que pretendiam tomar a vacina contra a tríplice viral e tomaram de febre amarela, o que pode provocar efeitos colaterais.

No entanto, afirmou que a prefeitura não iria fugir da responsabilidade e que tomou as devidas providências. O Executivo afirmou queafastou as funcionárias envolvidas e, para isso, deu caráter jurídico ao afastamento.

Fonte: G1

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar

Política de privacidade e cookies