Dona da marca Cimegripe aumenta investimento em marketing esportivo

O grupo farmacêutico Cimed, dono do antigripal Cimegripe e dos multivitamínicos Lavitan, está ampliando sua plataforma de comunicação para buscar a meta de R$ 2 bilhões em faturamento em 2020.

Líder no mercado de medicamentos que não precisam de receita médica no Brasil, a companhia fechou 2018 com uma receita líquida de R$ 1,3 bilhão. Com isso, consolidou a quarta posição do ranking nacional das maiores farmacêuticas, atrás de EMS, Hypera Pharma e Sanofi. A estimativa é alcançar um faturamento de R$ 1,6 bilhão em 2019.

A principal aposta da empresa para atingir a meta é aumentar o investimento em marketing esportivo. “Queremos levar experiências para nossos clientes, e o esporte é onde conseguimos fazer a conexão entre os valores da empresa, como o trabalho em equipe, e nossa crença no brasileiro”, disse Lucas Frias, gerente de Marketing da companhia.

Atualmente, a empresa patrocina a CBF (Confederação Brasileira de Futebol), em um contrato que vai até 2023, e tem um acordo com a CBV (Confederação Brasileira de Vôlei), válido até os Jogos Olímpicos de Tóquio, em julho de 2020. Desde janeiro, patrocina também a CBB (Confederação Brasileira de Basquete).

Além disso, a Cimed é dona da equipe Cimed Racing, no maior acordo de patrocínio do automobilismo brasileiro, com apoio a 15 pilotos de diversas categorias, como Stock Car, Fórmula Porsche, Fórmula Indy, Fórmula 4, Nascar e kart.

Experiências para o revendedor

Os valores de patrocínio esportivo, segundo a empresa, alcançam um total de R$ 25 milhões por ano. Segundo Frias, o principal objetivo é proporcionar experiências que o dinheiro não pode comprar. “Podemos colocar nossos clientes dentro do ônibus que leva a seleção brasileira ao estádio”, declarou.

Na Copa do Mundo de 2018, por exemplo, a marca levou mais de 100 pessoas para a Rússia, entre revendedores e clientes.

Nova campanha

Neste mês, a Cimed vai apresentar uma nova campanha institucional, com o objetivo de se aproximar do consumidor final.

“O público ainda tem dificuldade em enxergar a missão e os valores da Cimed”, disse Frias. “Vamos contar a história da empresa para o consumidor. Ele vai olhar as placas de publicidade e vai entender o que somos e o que queremos.”

Aumento da capacidade de produção

No ano passado, a Cimed investiu R$ 20 milhões na compra de um terreno na rodovia Fernão Dias, em Pouso Alegre (MG), onde está a maior fábrica da empresa. A nova planta, com 15 mil metros quadrados, marca a ampliação da capacidade de produção da empresa.

Atualmente, a Cimed produz 520 milhões de comprimidos por mês. A marca Cimegripe é o carro-chefe, presente em cerca de 80% das farmácias do Brasil. A Cimed também possui produtos nas áreas de vitaminas e de higiene e beleza.

A companhia tem cerca de 800 vendedores exclusivos espalhados pelo Brasil. “É o motor de comunicação da empresa. Esse vendedor leva as novidades do dia a dia para as farmácias e para nosso consumidor. Como trabalhamos com distribuição própria, conseguimos atuar de uma maneira forte em todos os estados”, diz Frias.

Fonte: BOL

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar

Política de privacidade e cookies