Qualidade de vida no trabalho caiu em 2018, segundo índice da Sodexo

Todos os itens que compõem o Índice de Qualidade de Vida no Trabalho apresentaram queda em 2018 na comparação com o ano anterior (Foto: Pexels)

A percepção dos funcionários brasileiros em relação à qualidade de vida no trabalho piorou em 2018. É o que mostra o resultado acumulado da pesquisa Índice de Qualidade de Vida no Trabalho (IQVT), realizada pela Sodexo. O índice geral, apurado com base em mais de 13 mil questionários respondidos por pessoas de todas as regiões do país, foi de 6,21 – uma queda de 4% em relação ao ano anterior, quando o valor registrado foi de 6,48. A escala varia de 0 a 10.

Todos os itens que compõem o IQVT registraram queda no acumulado de 2018. São eles: saúde e bem-estar (-3%), facilidade e eficiência (-2%), ambiente físico (-2%), reconhecimento (-5%), interação social (-6%) e crescimento pessoal (-4%).

“2018 foi um ano marcado pela incerteza. Muito por conta da eleição, mas também antes e depois dela. Foi um ano onde nós ficamos muito em compasso de espera. E as empresas, quando a situação é essa, suspendem investimentos, interrompem projetos e os funcionários sentem isso”, explica o vice-presidente de Marketing da Sodexo Benefícios e Incentivos, Fernando Cosenza, à Época NEGÓCIOS.

Dessa maneira, o resultado da pesquisa reflete esse “estado de espera”, segundo ele. “As empresas suspenderam ou congelaram algumas decisões, especialmente em áreas com impacto mais de longo prazo e de dimensões mais humanas“, afirma Consenza. Itens relacionados a essa dimensão tiveram as notas mais baixas da pesquisa: reconhecimento, com 5,55, crescimento pessoal, com 5,88, e saúde e bem-estar, com 6,06.

Na análise qualitativa, os respondentes deram a nota mais baixa para itens como: treinamentos que ajudam você a crescer profissionalmente (4,57); a possibilidade de promoção para chegar a cargos mais altos (4,70); a forma como seu chefe se dirige a você (4,93); a carga de trabalho que você tem (5,08); e o diálogo com seu gestor para saber como está seu progresso ou desenvolvimento (5,06).

Nas avaliações positivas, receberam as notas mais altas itens como: as ferramentas que existem para que você compartilhe informações e conhecimento com seus colegas de trabalho (7,13); a boa relação que existe na equipe do trabalho (7,09); o tempo de deslocamento entre sua casa e a empresa (7,02); o tempo e o espaço disponíveis para o descanso durante a jornada de trabalho (7,01); e as condições de segurança no trabalho (6,79).

Fonte: Época Negócios

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar

Política de privacidade e cookies