Mais de 100 vagas para farmacêuticos

A abertura de concursos públicos e contratações na indústria e varejo farmacêutico segue em alta. A prefeitura de Toledo (PR) publicou edital para admissão de farmacêutico, com salário de R$ 3.292,84. As inscrições abrem no dia 18 de março, seguem até 17 de abril e deverão ser realizadas somente pela internet, pelo site da prefeitura. A taxa de inscrição é de R$ 100.

A Panvel Farmácias está com 107 vagas abertas para farmacêuticos e oportunidades de estágio para graduandos do curso de farmácia, que atuarão em lojas no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Os candidatos devem acessar o site do Grupo Dimed e clicar em carreira, ou acessar o site da Panvel e clicar em Trabalhe Conosco. É necessário possuir registro ativo no Conselho Federal de Farmácia.

O Grupo RD (Droga Raia e Drogasil) está selecionando estagiários de farmácia para atuar nas cidades de Campo Grande (MS) e Cuiabá (MT). Para se candidatar o interessado deve cadastrar os currículos no site vagas.com específico para cada cidade: Cuiabá e Campo Grande.

A indústria Hipolabor está com vagas abertas para farmacêuticos, para os cargos de gerente de garantia de qualidade, para a unidade de Sabará (MG); e gerente de controle de qualidade, para atuar em Montes Claros (MG). Os interessados devem encaminhar o currículo para o departamento de RH, indicando no assunto o nome da vaga.

A Kley Hertz está contratando representantes comerciais para visitação em farmácias e drogarias de Itabira e Ipatinga, em Minas Gerais. Os currículos devem ser enviados para [email protected]. A farmacêutica também está com vagas abertas para estágio em farmácia para a cidade de Floresta (RS); analista de regulatórios (Floresta); líder de controle de qualidade, analista de técnico de controle de qualidade (Floresta) e analista de desenvolvimento de produto (P&D). Os currículos devem ser cadastrados no site da empresa, na aba trabalhe conosco.

Fonte: Redação Panorama Farmaceutico

2 Comentários
  1. Mário diz

    Que triste ver como os brasileiros se depreciam. Salário escravo. E o pior que tem gente que vai aceitar. Acabaram os padrões.

  2. Thiago diz

    Realmente, a classe farmacêutica poderia ser mais unida e boicotar esse piso quase medíocre. Atenção para a responsabilidade desse profissional e a carga horária envolvida.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar

Política de privacidade e cookies