Aché cresce 7,3% e mantém liderança em prescrição

Mesmo diante da lenta recuperação da economia brasileira em 2018, o Aché Laboratórios registrou uma receita líquida de R$ 3,2 bilhões, com crescimento de 7,3% e lucro líquido de R$ 607,5 milhões, alta de 7,5% em relação a 2017. A companhia apresentou 6,74% de prescription share, segundo a Close-Up International, mantendo a liderança no mercado. Principal segmento de negócios, representando 75,6% do total, a unidade de prescrição teve um portfolio renovado, com o lançamento de cinco novos produtos: Lutics, Zyad, Protena, Urcip e Provance.

Em 2018, o laboratório lançou 17 produtos e investiu na ampliação do seu pipeline, com 153 projetos. Também foi uma ano em que a empresa ampliou sua distribuição numérica, alcançando 72 mil pontos de venda em todo o Brasil. Ainda exportou seus medicamentos para 26 países.

Para suportar o crescimento esperado para os próximos anos, a companhia investiu em um novo complexo industrial no Cabo de Santo Agostinho, em Pernambuco. A escolha da região se deu pelo forte crescimento no mercado farmacêutico, que representa 18% do consumo. No local serão produzidos os medicamentos sólidos e as facilidades logísticas como o Complexo Industrial Portuário de Suape impulsionarão as exportações dos produtos e a importação de matérias-primas.

O empreendimento será construído num terreno de 250 mil m², com capacidade produtiva instalada de 700 milhões de unidades de medicamentos por ano. Também contará com um moderno centro de distribuição vertical. O investimento total será de R$ 650 milhões e a planta estrará em operação em 2021, com projeção de gerar mais de 3 mil empregos diretos e indiretos.

Além disso, o Aché projeta a abertura de dois armazéns de produtos acabados em Guarulhos (SP) e em Pernambuco, iniciando suas operações já em 2019. Com 52 anos de atuação, a companhia conta com 4.700 colaboradores, sendo que 2.500 são destinados à manutenção do relacionamento com os profissionais de saúde e pontos de venda com visitas presenciais e virtuais.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar