Notícias do setor farmacêutico

Walmart encerra sua loja virtual

982
Walmart
São Paulo, SP 22/01/2018 PESQUISA MENOR PREÇO – Walmart Pacaembú – Foto: Leo Martins

O Walmart fechou nesta sexta (10), o seu marketplace, espécie de shopping virtual, onde eram comercializados produtos de terceiros. A empresa demitiu setenta trabalhadores. Com isso, a companhia sai, por ora, do comércio eletrônico e passa a focar nas lojas físicas, tanto de varejo como de atacado. https://www.walmart.com.br/

Dois anos atrás, em 2017, a varejista já tinha encerrado a operação de comércio eletrônico com a venda de produtos próprios. 3 000 companhias vendiam seus produtos no marketplace da empresa, que empregava noventa pessoas. Segundo a empresa, as vendas do marketplace era tão pequenas que não passavam de um mercado de baixo desempenho. O marketplace era tocado por uma diretoria ligada ao segmento de farmácias do grupo.

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/04/25/natulab-conquista-11o-posicao-no-ranking-do-mercado-farmaceutico/

A decisão da companhia de centralizar os negócios nas lojas físicas faz parte do plano de recuperação da rede varejista, que começou a ser implantado desde que o fundo americano Advent passou a controlar a operação no Brasil em junho do ano passado. Com a compra de 80% da varejista, o fundo pretende investir R$ 1,9 bilhão até 2021 para reerguer a companhia. De acordo com a companhia, o retorno ao comércio online deve correr mais para frente e de forma integrada com as lojas físicas.

Em crise, a última vez que a rede divulgou seu faturamento foi em 2017. À época, as vendas somaram R$ 28,1 bilhões. A empresa ocupa a terceira posição no ranking das maiores varejistas da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), atrás do Carrefour e do GPA.

No começo desta semana, o diretor de Atacado do Walmart, Beto Alves, disse que a empresa quer voltar ao jogo do atacarejo com a bandeira Maxxi totalmente remodelada. Até o final do ano que vem, dez lojas de hipermercados com desempenho ruim serão convertidas em atacarejo. Outras dez serão transformadas em clube de compras, com a bandeira Sam’s Club A partir de agora, o foco dos negócios será o varejo físico e as lojas de atacado (atacarejo e clube de compras).

A primeira loja de hipermercado que será convertida em Sam’s Club será a de Brasília (DF), localizada na Asa Norte. A meta da companhia é manter cerca de cem lojas de hipermercados em funcionamento e metade delas será reformada.

Fonte: Veja São Paulo

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.