Anúncio de redução das normas de segurança do trabalho repercute mal entre profissionais

Trabalho inseguro
Repercutiu muito mal entre os engenheiros de segurança do trabalho de SC o anúncio do presidente Jair Bolsonaro de que pretende reduzir em 90% as normas vigentes na área. Sua entidade estadual de classe acha que o presidente não tem informações suficientes sobre o assunto mas teme que, se as medidas forem adiante, vão para o espaço 90% das normas. A entidade diz que a atividade de seus profissionais já é um verdadeiro campo de guerra porque a maioria das empresas enxergam nas leis um impedimento das atividades produtivas, sem dar importância maior ao fato de se continua mutilando, matando e adoecendo dentro de certas empresas. É verdade.

Sede de poder
O PSL de São Paulo se levanta contra a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro à presidência do diretório estadual, porque a bancada não teria sido consultada. O PSL de SC ligou suas antenas. Se a moda pega na família do presidente, Carlos Bolsonaro, o 02, vereador no Rio de Janeiro, pensa em comandar a legenda por aqui quando terminar seu mandato lá? Ele tem dito que quer morar em SC no futuro.

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/04/11/100-dias-de-bolsonaro-ducha-de-agua-fria-na-economia/

Diferenciação
Zilda Arns não tinha amores pela política ou políticos. Talvez seja por isso que enquanto projeto do senador Dário Berger (MDB-SC), que denomina Senador Luiz Henrique da Silveira o trecho da rodovia BR-280 localizado entre São Francisco do Sul e Porto União, tramitou rapidamente por apenas alguns meses, o que dá o nome de Rodovia Dra. Zilda Arns a todo o trecho da BR-101 em território catarinense, desde Passo de Torres, no sul, até a fronteira com o Paraná, ao norte, cria mofo no Congresso desde 2013. Foi apresentado pelo então deputado federal e agora senador Esperidião Amin (PP). Mais uma desconsideração com a memória de Zilda.

Bairrismo 1
Um jornal da capital mancheteou: “Classe política catarinense vai cobrar de Bolsonaro a manutenção da Eletrosul”. Bom, os 16 deputados federais e três senadores certamente não se furtarão a defender os interesses do seu estado, acima das diferenças partidárias e ideológicas. Aquele que não fizer pode assinar seu atestado de óbito político. Fazer bairrismo honesto não faz mal nenhum.

Siga o nosso Instagram: https://omunicipio.com.br/anuncio-de-reducao-das-normas-de-seguranca-do-trabalho-repercute-mal-entre-profissionais/

Bairrismo 2
A propósito, em reunião em Florianópolis onde se discutiu o assunto, segunda-feira, o senador Jorginho Mello (PR-SC) disse com todas as letras que “já está tudo ajeitado, amarrado, para a Eletrosul desaparecer”. E qualificou a CGTEE, que incorporaria a Eletrosul, como uma empresa “de fundo de quintal”.

Combustíveis 1
Começa por Brusque uma iniciativa interessante que pode se multiplicar. O Fórum de Entidades Sindicais de Trabalhadores da cidade e região está discutindo a possibilidade de, numa sociedade, instalar um posto para venda de combustíveis a preço de custo ou abaixo do praticado no mercado e assim atender a demanda dos seus associados. Na década de 1990, vários sindicatos da cidade se uniram para abrir uma farmácia e vender medicamentos a preço de custo. A Farmácia do Trabalhador está em plena atividade até hoje.

Combustíveis 2
A propósito, o governo Bolsonaro está determinado a fazer com que a venda do etanol possa ser feita diretamente pelas usinas aos postos, sem atravessadores. Hoje, inacreditavelmente, há uma lei que impede. O preço cairia pelo menos R$ 0,20 por litro.

Precatórios
A Procuradoria Geral do Estado recebeu mais de 340 propostas de credores de precatórios (dívidas reconhecidas em decisões judiciais, algumas de anos) interessados em acordo para antecipar o recebimento, totalizando R$ 79 milhões. As propostas estão sendo analisadas e o governo espera economizar R$ 20 milhões. Outros editais devem ser lançados até o fim do ano, pois o estado tem R$ 250 milhões liberados para tal finalidade em 2019.

Pela vida
O presidente da Fundação de Apoio ao Hemosc e Cepon (Fahece), Michel Scaff, recebeu a visita do presidente do BRDE, Neuto de Conto, que antes de deixar o banco fez questão de conversar sobre as parcerias firmadas entre as duas instituições. O BRDE doou à Fahece mais de R$ 500 mil para dois projetos vitais para o Cepon: a ampliação do programa de internação domiciliar e a aquisição do acelerador linear. Isso ajudou muito o Cepon a superar as metas previstas no contrato de gestão com o Governo do Estado e se tornar referência no país no tratamento de câncer. Que bom.

Telebolsonaro
O site O Antagonista diz que o portal UOL cronometrou quanto tempo os telejornais dedicaram, só anteontem, à quebra de sigilo do senador e primeiro-filho Flávio Bolsonaro: Record – 1’23”; SBT – 1’15”; Globo – 5’41”.

Fonte:O Município – Brusqu

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar

Política de privacidade e cookies