Notícias do setor farmacêutico

A demografia ajuda a explicar o sucesso das farmácias

481

Fatores demográficos ajudam a explicar o sucesso do segmento farmacêutico: a população brasileira está cada vez mais velha e está vivendo mais.  Em 1991, 13,72% da população tinha mais de 50 anos. Em 2010, data do último censo, esse percentual tinha saltado para 20,45%. Naquele ano, uma pessoa de 50 tinha uma expectativa média de viver até os 74,2 anos. Em 2017, passou para 80,5 anos, segundo o IBGE.

 

“O aumento na qualidade de vida está relacionado ao aumento nos cuidados por parte da população”, diz Halloway. “O autocuidado cresceu. Para problemas simples, o consumidor sabe o que comprar”, exemplifica. Outro fator que ajuda a explicar a expansão do segmento é uma questão estrutural: a maior capilarização. Ele lembra que uma das marcas desse fenômeno é a substituição das farmácias de bairro por lojas de grandes redes.

 

Apesar da grande presença – são mais de 160 mil estabelecimentos -, essa substituição está mudando o perfil delas. “Os sistemas de gestão empresarial e de gestão de estoques ajudam a ampliar a disponibilidade de medicamentos.”

 

E, para complementar, as grandes redes estão investindo em transformar farmácias e drogarias em um espaço mais agradável para os clientes. Holloway destaca que apesar de o foco se manter na venda de remédios, elas também estão vendendo mais itens de higiene e de cuidados pessoas e, muitas delas, passaram a atuar também como uma espécie de lojas de conveniência.”

Fonte: Jornal Gazeta do Povo

Veja também:

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.
document.querySelectorAll('.youtube a').forEach(e=>{e.href = "https://youtube.com/user/partnersupport" })