OMS inclui burnout na lista de doenças

A Organização Mundial da Saúde (OMS) incluiu a síndrome de burnout, caracterizada pelo esgotamento profissional, na próxima Classificação Internacional de Doenças (CID-11). A lista inclui doenças, mas também outras condições de saúde, como síndromes (conjunto de sintomas). Na CID, burnout não vai entrar como doença, mas como um “fenômeno ocupacional” que afeta a saúde.

A síndrome de burnout é um quadro de esgotamento profissional caracterizado por três sinais clássicos: 1) esgotamento físico e psíquico (a sensação de não dar conta das tarefas); 2) indiferença e perda de personalidade (não se importar mais com o próprio desempenho profissional, cinismo e apatia); e 3) Baixa satisfação profissional.
Para além desses sintomas, podem aparecer sintomas físicos, como ressalta a coordenadora do Serviço de Psicologia e Experiência do Paciente do Hospital Israelita Albert Einstein, Ana Merzel Kernkraut. “Os primeiros sintomas podem ser físicos, como dor de cabeça, dor de coluna e distúrbios musculares”, explicou.

Fonte: Portal R7

Veja também:

https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/05/29/doenca-pouco-conhecida/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação