BNDES libera linha de crédito para investimentos em tecnologia

Tecnologia

Com o objetivo de estimular pequenas e médias empresas do setor tecnológico, o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) lançou, recentemente, o programa BNDES Direto 10, que apoiará investimentos de setores de alta complexidade tecnológica e intensivos em conhecimento, possibilitando financiamentos de valores menores, entre R$ 1 milhão e R$ 10 milhões.

Com foco em empresas de setores como a tecnologia da informação e Comunicações (TIC), educação, economia criativa, eficiência energética, equipamentos de saúde, autopeças, bens de capital (BK) defesa e inovação, o principal objetivo do BNDES Direto 10 é simplificar o processo de garantias para financiamentos usando o próprio fundo já existente.

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/05/28/nova-versao-do-mais-medicos-deve-ter-faixa-de-salario-maior-em-areas-remotas/

Antigamente, o BNDES repassava os recursos para que outras instituições financeiras, públicas e privadas, operassem suas linhas de empréstimos. Nesse processo, a responsabilidade pelo dinheiro deixava de ser do BNDES e se tornava das instituições, que com medo de sofrerem prejuízos, exigiam altas garantias.

Apesar de abranger outros setores além das Telecomunicações, a ABRINT (Associação Brasileira de Provedores de Internet) entende que sua solicitação por uma solução que facilitasse linhas de financiamentos para os pequenos provedores foi decisiva para a criação do programa.

“Começamos a abrir caminhos e subsídios, endereçando a necessidade de um fundo garantidor para o setor e fazendo levantamentos com todos os municípios brasileiros, mostrando que na maioria deles havia possibilidade econômica para um provedor local operar uma rede de comunicação. Depois de carregar essa bandeira por tantos anos, consideramos o Programa BNDES 10 uma vitória para todo o setor de telecomunicações”, diz Erich Rodrigues, conselheiro da ABRINT

Mais informações sobre o programa podem ser consultadas no site oficial do BNDES.

Fonte: Yahoo Finanças

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar

Política de privacidade e cookies