Farmácias Pague Menos investem em energia solar

O Ceará é um dos poucos representantes do Nordeste presentes no top 10 do ranking estadual brasileiro de geração distribuída, ocupando a oitava posição.

O estado possui uma das seis maiores usinas solares em operação no Brasil, a Apodi, com 162 MW suficientes para atender 160 mil residências, além de Fortaleza, uma das quatro capitais que se destacam no ranking municipal de geração distribuída, com 1,3% da potência instalada (MW).

Os dados são da Absolar (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica) divulgados em maio deste ano.

A instabilidade dos reservatórios hidroelétricos do Nordeste, que recuaram 0,1% no final do mês passado para 58% da capacidade, segundo informações do Operador Nacional do Sistema Elétrico, é um alerta para a população cearense dependente apenas da energia elétrica.

Atualmente, há 30.070 MW/mês de energia armazenada no Nordeste e esse número não coloca em pauta um desabastecimento total semelhante ao da crise hídrica do estado de São Paulo, entre 2014 e 2016.

Isso porque a região Nordeste, neste ano, possui pouca incidência de secas extremas, de acordo com dados da Funceme (Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos) divulgados em maio deste ano. Mas as tarifas de energia já sofreram reajuste de 8% em média em terras cearenses.

Pague Menos investe em energia solar – Como gastar menos é o objetivo de qualquer empresa, em 2016, no ano da crise hídrica, a rede de farmácias Pague Menos resolveu investir em energia solar fotovoltaica da melhor maneira possível: instalando 34 inversores (Eco, Primo e Symo) da Fronius, em algumas unidades de Iguatu, no Ceará.

Desde então, a rede tem reduzido em torno de 15% de seu custo com a energia. Cada um dos inversores tem 3.884 kWh, por mês, de geração mensal estimada. “O Ceará tem uma grande vantagem para quem pretende investir em energia limpa.

Em 2015, o Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) autorizou a isenção do ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadores e Serviços – sobre o excedente de energia elétrica gerada por sistemas de geração distribuída, como a solar.

Muitos estados optaram por cobrar a tarifa, mas o governo cearense beneficiou a população com a isenção, incentivando ainda mais o investimento em energia sustentável”, conta Alexandre Borin, gerente da Unidade de Negócios de Energia Fotovoltaica da Fronius.

Sobre a Fronius

A Fronius está localizada em São Bernardo do Campo (SP).  Com mais de 20 anos no Brasil, a Fronius é composta de três unidades de negócios: Energia Solar; Tecnologia de Soldagem e Carregadores de Baterias para todos os tipos de veículos e para centros de distribuição e por uma equipe de mais de 70 profissionais extremamente competentes para atender em todo o país, através de mais de 30 representantes e filiais em todo território nacional.

Fonte:Jornal Dia Dia

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação