Falta de medicamentos nas farmácias custa milhões

Um estudo da Associação Nacional das Farmácias revelou que um em cada cinco doentes tem de voltar ao médico para alterar a prescrição de medicamentos depois de não os conseguir aviar.

Estima-se um custo até 43 milhões de euros/ano em consultas repetidas e 5,7% dos doentes tiveram de interromper medicação.

As ruturas de estoque nas farmacêuticas são o principal motivos para a indisponibilidade de medicamentos nas farmácias.

Fonte: Sol

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/06/26/economia-em-medicamentos-pesquisa-aponta-busca-por-opcoes-mais-baratas/

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar