Maconha medicinal: governo pretende acionar judicialmente a Anvisa

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, afirmou na noite desta terça-feira (9) que o governo pretende acionar judicialmente a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), devido ao projeto que estuda a liberação do plantio de maconha para pesquisa. Segundo Terra, a Anvisa cometeu um ato de irresponsabilidade.

— Nós já estamos reunindo dados para entrar judicialmente contra a Anvisa. Já conversei com o (ministro da Justiça e Segurança Pública) Sergio Moro e com o (ministro da Casa Civil)Onyx Lorenzoni sobre isso. E o governo é contra essa liberação — disse Terra em entrevista ao programa Estúdio Gaúcha.

A proposta da Anvisa ainda está em discussão e estuda liberar o plantio de Cannabis apenas a empresas para pesquisa e produção de remédios à base da planta. Terra, no entanto, discorda da posição da agência.

— Esse assunto eu conheço muito mais que a Anvisa. A intenção deles não é esclarecer cientificamente se é ou não é, é liberar a maconha. Há uma tentativa permanente de se criar uma indústria da maconha. A Anvisa está cometendo um ato de irresponsabilidade — afirmou, acrescentando:

— A Anvisa vem com essa atitude completamente irresponsável, fazendo cara de paisagem, dizendo que precisa fazer pesquisa. Primeiro que não precisa plantar maconha para fazer pesquisa. As substâncias que estão na maconha já estão suficientemente testadas. Elas causam enormes danos à saúde das pessoas.

Fonte: ZH Notícias

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/05/29/ministerio-da-saude-considera-prorrogar-campanha-de-vacinacao-da-gripe-ate-15-de-junho-em-todo-territorio-nacional/

1 comentário
  1. Clinica de Reabilitação do instituto vitta diz

    Muito obrigado pela dica, tudo realmente faz sentido para a recuperação para quem tem esse problema.

    https://www.institutovitta.com.br/fotos.php

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar