Abrafarma rebate editorial da Folha sobre fracionamento de medicamentos

Remédios
Em relação ao editorial “Remédio na conta” (4/7), a Abrafarma lamenta a defesa do fracionamento de medicamentos, que não reduziria as sobras e ainda agravaria os casos de abandono do tratamento. Segundo pesquisa Datafolha, 59% dos entrevistados já alteraram a dosagem prescrita por conta própria. No Brasil, as farmácias já podem aplicar vacinas e em breve poderão utilizar testes rápidos e cuidar cada vez mais do doente crônico. Isso tem o poder de mudar a saúde, e não entregar menos pílulas.

Sergio Mena Barreto, presidente da Abrafarma (São Paulo, SP)

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/05/24/vendas-de-nao-medicamentos-retoma-alta/

Fonte: Folha de S. Paulo

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar