Notícias do setor farmacêutico

Pesquisa aponta que valor de remédios podem variar até 30% em Maceió

312

Levantamento do Procon Maceió analisou remédios para o tratamento de doenças crônicas e aparelhos de aferição de glicose e pressão arterial

 

O Procon Maceió divulgou, nesta segunda-feira (22), uma pesquisa de preços de medicamentos para o tratamento de doenças crônicas e aparelhos de aferição de glicose e pressão arterial. A diferença de preço pode chegar a 30%, se comparado de um estabelecimento para outro.

 

Na pesquisa, os fiscais foram até quatro farmácias de Maceió para analisar 71 itens durante o mês de julho. Além disso, o órgão informou que o levantamento tem como finalidade orientar os consumidores.

 

Em relação aos medicamentos para diabetes, o preço do Cloridrato de Metformina de 500 mg varia de R$12,97 a R$17,85. O Glibenclamida 5mg pode ser encontrado por R$2,79 ou R$11,23. O valor leva em consideração a farmácia e o laboratório fabricante. A caixa com 30 comprimidos do Losartana, usada para combater a hipertensão, está entre R$2,49 e R$13,51. O Atenolol 25 mg custa R$2,79 e varia até R$14,28.

 

Já o Tensaliv 5mg, para doenças cardíacas, custa de R$9,99 a R$25,95. O Plaq 75mg/30 comprimidos podem ser encontrado entre R$34,50 e R$48,74.

 

Na pesquisa, o Procon Maceió ainda averiguou lancetas, que custam de R$67,99 a R$124,90, e tiras, que custam de R$23,09 a R$65,99. Elas são importantes para medir o nível de glicose no sangue.

 

Os aparelhos para aferir a pressão arterial podem ser encontrados de R$154,99 a 197,99. O valor de cada material leva em consideração a marca e a farmácia.

 

Tendo em vista o resultado do levantamento, o diretor-executivo do Procon Maceió, Leandro Almeida, reforçou que é necessário realizar as análises de preços e lembra que alguns dos medicamentos são fornecidos gratuitamente. Os medicamentos só podem ser retirados pelo usuário ou responsável legal mediante documento de identidade.

 

“Alguns dos medicamentos para doenças crônicas são fornecidos pelo SUS, basta realizar o cadastro no Portal Saúde do Cidadão, emitir a carteirinha e se dirigir até a unidade de saúde mais próxima com documento de identidade, receita médica e o Cartão Nacional de Saúde”, explicou.

Fonte: Jornal Gazeta Web

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/05/02/gripe-medicos-reforcam-vacina-para-idosos-e-pessoas-com-doenca-cronica/

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.