Em nova fase da campanha #PoderdoColo, Novalgina reforça a importância do afeto paterno

Em nova fase da campanha #PoderdoColo, Novalgina reforça a importância do afeto paterno

Em nova ação da campanha Poder do Colo, que busca reforçar a importância do colo na promoção da saúde física, emocional e no processo de cura de um mal-estar como febre, aliado ao medicamento, Novalgina chama a atenção para o papel do colo do pai.  A marca aproveita a proximidade do Dia dos Pais, celebrado no próximo dia 11 de agosto, para discutir a relação dos homens com seus filhos. “Nesta ação, queremos celebrar a importância do colo de pai no desenvolvimento e criação de uma criança. Com isso, também reforçamos o posicionamento da marca como aliado das famílias no cuidado”, explica Joaquín Ortega, diretor de marketing de CHC da Sanofi.

Para alcançar esse objetivo, Novalgina fez uma parceria com um dos maiores canais de podcast sobre o tema, o Tricô de Pais, comandado por Thiago Queiroz, que também toma a frente do perfil Paizinho, Vírgula no Instagram. No episódio especial de Dia dos pais, Thiago discute a importância do colo de pai, ao lado dos outros podcasters Thiago Berto e Victor Ourives e dos convidados Alexandre Coimbra, psicólogo, Fundador e Coordenador do “Grupo Terapêutico de Homens”, em São Paulo, e do cantor Jair Oliveira, conhecido como Jairzinho e filho do também cantor Jair Rodrigues.

Os participantes discutem o conceito de colo e a diferença dessa ação quando ela parte da mãe ou do pai. “Quando a gente fala de colo, não é apenas o físico, mas também o colo emocional. Esse colo figurado significa abraçar e trazer as pessoas para perto”, afirma Jairzinho, que é pai de Isabela, 12 anos, e Laura, 8 anos. Além disso, ao compartilharem suas experiências pessoais com os filhos e também com seus próprios pais, os participantes refletem sobre a mudança do colo durante as diferentes fases da vida, como o amor próprio interfere de forma significativa nesse ato e a transformação que ele proporciona. “Muitos homens, criados em uma cultura patriarcal como a nossa, acabam se vendo obrigados a reprimir suas emoções e a não expressar o amor que sentem no coração. A paternidade dá a chance de vivenciar, por meio dessa experiência de dar colo a seus filhos, uma grande revolução”, explica Coimbra.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/04/25/ultrafarma-lanca-mais-um-comercial-com-a-turma-da-pakaraka/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação