Notícias do setor farmacêutico

Estado busca fornecedor para o Aché

A fim de atrair empresas de logística e fornecimento de materiais para atender às demandas do Aché Laboratórios Farmacêuticos, fábrica que está em implantação em Suape, representantes do Governo de Pernambuco se reuniram com instituições bancárias e empresas do setor durante o encontro de trabalho chamado Match Day, em São Paulo. Duas empresas já demonstraram interesse e iniciaram as negociações com o Estado. O evento contou com a organização da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper).

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2018/08/10/novo-centro-de-distribuicao-na-serra-vai-abrir-150-vagas-de-emprego/

Com a presença do BNB e do BNDES, representantes da AD Diper e do Porto de Suape apresentaram para 24 empresas as potencialidades do setor farmacêutico em Pernambuco. “Essas empresas fornecem para o Aché, em São Paulo, e queremos levar unidades delas para Pernambuco. Inclusive, duas já estão em negociação, uma de embalagens e a outra de fornecimento e manutenção de equipamentos e máquinas”, destacou o presidente da AD Diper, Roberto Abreu e Lima, ao complementar que a segunda empresa interessada, além de apoiar o Aché, poderá fornecer também para outras empresas farmacêuticas no futuro. “Estamos finalizando negócios com uma farmacêutica entre os próximos 30 a 60 dias”.

Durante o evento, Roberto Abreu e Lima destacou os diferenciais competitivos do Estado. “Apresentamos a economia de Pernambuco, os benefícios fiscais para empresas, o investimento que estamos fazendo em infraestrutura, a produtividade da mão de obra, entre outros pontos”, disse Abreu.

A nova planta do Aché está sendo construída no Complexo Industrial e Portuário de Suape, no Litoral Sul de Pernambuco. A primeira fase da fábrica, com área destinada para embalagem de medicamentos e um centro de distribuição, está prevista para ser entregue em outubro deste ano – quando começarão os testes com a produção do primeiro lote de embalagens de comprimidos e cápsulas. O grupo está aplicando R$ 660 milhões na construção da fábrica de medicamentos e do centro de distribuição, gerando 500 empregos diretos e 2,5 mil indiretos.

Fonte: Folha de Pernambuco

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação