Sabin aumenta para 30% sua fatia na Amparo

O Sabin, quinta maior rede de laboratórios de medicina diagnóstica, aumentou sua participação na empresa de atenção primária Amparo de 17% para 30%. A transação envolveu um aumento de capital que os demais acionistas acompanharam. O fundador e presidente da Amparo, Emilio Puschmann continua como controlador, com mais de 50%, seguido do médico José Luiz Setúbal, da família fundadora do Itaú e do Hospital Infantil Sabará, além de investidores-anjo.

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/?hl=pt-br

Fundada 2016, a Amparo vem chamando atenção do mercado devido ao seu modelo de negócio. A empresa presta serviços de atenção primária para operadoras de planos de saúde e sua remuneração é baseada num valor fixo por pessoa, além de um pagamento adicional de acordo com o resultado do trabalho para a saúde do paciente. Hoje, no setor, muitos ainda ganham por volume de procedimentos médicos realizados.

“Uma rede de atenção primária não pode ter no mesmo ambiente médicos especialistas. Isso pode gerar conflito de interesses, ou seja, um paciente ser encaminhado para outro médico com a finalidade de gerar receita”, disse Puschmann. “Nós indicamos especialistas, mas eles não fazem parte da nossa empresa. São profissionais que compartilham conosco os dados dos pacientes e vice-versa, mas não somos remunerados pelas consultas que eles fazem”, acrescentou o presidente da Amparo.

Entre os clientes da Amparo estão usuários das operadoras Amil, SulAmérica, Seguros Unimed, FESP, Omint e Assefaz que juntos somam cerca de 30 mil pessoas. Até o fim do ano, esse número deve chegar a 65 mil.

Os recursos do aporte, cujo valor não foi divulgado, serão destinados à abertura de novas unidades em São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal. Atualmente, a Amparo conta com quatro clínicas e deve chegar ao fim deste ano com 10 unidades nesses três Estados. Essas clínicas também podem ser usadas por pessoas que não possuem plano de saúde e pagam consultar particular. Uma outra parte do aporte será destinada à plataforma tecnológica e para dar suporte ao aumento no número de usuários atendidos.

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/08/12/mp-da-liberdade-economica-buscara-mais-flexibilizacao-trabalhista-no-pais/

Uma das novas unidades ficará dentro da sede do Sabin, no Distrito Federal, para atender os funcionários do laboratório. “Essa unidade será um piloto de um novo projeto da Amparo, que é abrir unidades dentro das empresas para gerenciar a saúde dos funcionários”, disse Lídia Abdalla, presidente do Sabin. Essa unidade atenderá 2,5 mil colaboradores da rede de medicina diagnóstica.

No total, o Sabin possui mais de 5 mil empregados, distribuidos em 280 unidades em 12 Estados do país. No ano passado, a companhia registrou receita de R$ 910 milhões.

Fonte: Valor Econômico

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação