Notícias do setor farmacêutico

Bayer vende sua divisão de saúde animal para Elanco por US$ 7,6 bi

498

A Bayer anunciou ontem a venda da sua divisão de saúde animal para a americana Elanco, por US$ 7,6 bilhões. O negócio faz parte do plano da gigante alemã de alienar ativos enquanto enfrenta um número crescente de ações na Justiça dos Estados Unidos contra o herbicida Roundup, “herdadas” depois que a companhia adquiriu a Monsanto. Com a aquisição, a Elanco passa a ser a segunda maior empresa global do segmento, atrás da também americana Zoetis.

O acordo firmado prevê pagamento de US$ 5,3 bilhões em dinheiro. A Bayer também receberá uma participação equivalente a US$ 2,3 bilhões na Elanco, mas a multinacional alemã já informou que pretende se desfazer dessa fatia. A expectativa das empresas é que transação seja concluída no ano que vem. O valor da operação representa um múltiplo de 18,8 vezes o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) em 12 meses da divisão de saúde animal da Bayer.

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/04/17/unilever-lanca-linha-de-produtos-veganos-para-todo-o-corpo-livre-de-sofrimento-animal/

Em dezembro do ano passado, a companhia já havia divulgado que pretendia deixar de atuar no segmento de saúde animal, que era a menor de suas quatro unidades de negócios. No segundo trimestre deste ano, a divisão Bayer Animal Health gerou US$ 410 milhões em vendas e registrou Ebitda de US$ 97 milhões.

A venda é parte de um plano mais amplo da Bayer, que tem por objetivo eliminar operações que estão desviando recursos e tempo de gerenciamento de suas principais divisões, sobretudo as de medicamentos e agricultura. Mas a transação também ajudará a empresa alemã a reduzir sua dívida, que registrou forte aumento no último ano com a aquisição da americana Monsanto e chegou a € 35,7 bilhões.

A Elanco Saúde Animal, braço da Eli Lilly, abriu capital no ano passado e divulgou que a aquisição vai complementar seu portfólio de produtos para animais de estimação e de criação. Com os negócios de saúde animal da Bayer, a divisão de animais de companhia da Elanco passará a representar quase metade do negócio total. Segundo a empresa, a combinação criará acesso a novos segmentos do mercado de parasitários, com tratamentos e colares tópicos, e permitirá uma ampliação da presença tanto no e-commerce como no varejo.

A Elanco informou que espera que a compra melhore sua margem por ação, projetada para crescer para até dois dígitos no segundo ano de operação. “A aquisição também revela a capacidade da Elanco de atingir 60% de margem bruta ajustada e 31% de margem Ebitda ajustada mais rapidamente do que em uma base stand-alone”, afirmou a companhia, em comunicado.

A Elanco, informou, finalmente, que a aquisição deverá aumentar seu fluxo de caixa operacional em aproximadamente US$ 1 bilhão por ano até o terceiro ano após a conclusão da transação. O potencial de sinergias está calculado entre US$ 275 milhões a US$ 300 milhões.

Com forte presença no mercado brasileiro, um dos mais importantes do mundo, Elanco e Bayer Animal Health faturaram, juntas, US$ 4,8 bilhões em 2018 – as vendas da primeira alcançaram US$ 3,1 bilhões e as da segunda, US$ 1,7 bilhão. Separadas, ficaram atrás de Zoetis (US$ 5,8 bilhões), Boehringer Ingelheim Animal Health (US$ 4,5 bilhões) e Merk Animal Health (US$ 4,2 bilhões). Com a aquisição, portanto, a Elanco poderá assumir a segunda posição no ranking global do segmento.

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

Fonte: Valor Online

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.
document.querySelectorAll('.youtube a').forEach(e=>{e.href = "https://youtube.com/user/partnersupport" })