Notícias do setor farmacêutico

Indústrias veem ganho estratégico e investem em centros de distribuição

686

indústria

Indústrias brasileiras de diversos setores estão investindo em seus próprios centros de distribuição para reduzir custos e atender estratégias de expansão. O tabelamento do frete é um dos principais motivadores dessa tendência.

“O centro logístico próprio traz uma vantagem competitiva em relação à prestação de serviço. Ganhamos mais velocidade para atender o cliente”, afirma o presidente da Sanfarma, Luciano Biagi. A empresa de setor farmacêutico irá construir um centro de distribuição no Nordeste para expandir sua presença na região.

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/07/10/doria-faz-acordo-com-farmaceutica-na-inglaterra-mas-nao-consegue-centro-de-pesquisas/

Biagi conta que a nova unidade deve ficar em Alagoas ou Sergipe. “Vamos estar mais próximo do ponto de venda, o que vai reduzir o tempo de viagem. A projeção é que caia de 10 a 15 dias para dois a cinco dias úteis.” O plano é também atender as regiões Centro-Oeste e Norte.

A construção está incluída em um investimento de R$ 13 milhões em estratégia. “O centro deve ficar pronto entre março e abril do próximo ano”, estima Biagi. A expectativa da empresa é superar o faturamento de R$ 30 milhões em 2018 e chegar aos 45 milhões esse ano.

Para 2020, a Sanfarma espera impulsionar seu desempenho após a inauguração do centro. “Prevemos crescimento de 20% a 30% no Nordeste”, conta Biagi.

O Grupo Interbrilho inaugurou recentemente seu primeiro centro de logística em Cabreúva, no interior de São Paulo. A empresa, que fabrica produtos para o mercado de animais de estimação, manutenção de automóveis e acessórios para churrasco, investiu R$ 1,5 milhão na unidade e em uma frota de sete caminhões.

O CEO da companhia, Henrique Caran, explica que o projeto foi motivado pela tendência de encarecimento da logística. “Observamos isso após o tabelamento do frete. Além de entregar as mercadorias, estamos coletando a matéria-prima. Só nisso, a economia é de 5%, o que ajuda na precificação dos produtos.”

O centro tem 2.141 m² e comporta cinco mil posições de pallets. “Inicialmente, iremos atuar em um raio de 200 quilômetros da fábrica e o resto será terceirizado. Estamos aprendendo com essa operação para, por etapas, abranger uma gama maior de clientes”, explica Caran.

O executivo também destaca que a facilidade logística da região tem atraído a construção de centros de outras empresas. “Pela facilidade de acesso à estradas importantes e a proximidade com Campinas e São Paulo, há uma tendência de diversas indústrias se instalarem em Cabreúva e Itupeva.” Avon e Natura são exemplos de companhias que têm centros de distribuição nesses municípios.

A expectativa do Grupo Interbrilho é que o mercado apresente uma melhora após a aprovação da reforma da Previdência. “Sentimos que há uma espera e acreditamos que o segundo semestre será melhor. Estamos nos preparando para vender mais”, destaca.

Ele também assinala que o grupo tem buscado expandir suas exportações. “Nosso alvo é o Estados Unidos. É uma necessidade da indústria buscar o mercado externo.”

Frete

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar uma ação contra o tabelamento do frete em setembro. O relator, ministro Luiz Fux, determinou a suspensão, em todo o País, dos processos judiciais que discutem essa matéria.

A medida, criada no ano passado para atender reivindicações dos caminhoneiros e encerrar a paralisação da categoria, tem sido bastante criticada por setores da economia dependentes do transporte de carga rodoviário.

Uma anistia sobre multas pelo descumprimento do tabelamento chegou a ser incluída no texto da Medida Provisória da Liberdade Econômica, mas acabou retirada da matéria.

Em julho, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou uma resolução atualizando os preços do frete rodoviário. Insatisfeitos com a nova tabela, os caminhoneiros chegaram ensaiar uma nova paralisação, fazendo o governo recuar. No início de agosto, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, declarou que o governo pretende “desmamar” os caminhoneiros da tabela.

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

Fonte: DCI

Você pode gostar também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

Perdeu sua senha? Digite seu nome de usuário ou endereço de email. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.
document.querySelectorAll('.youtube a').forEach(e=>{e.href = "https://youtube.com/user/partnersupport" })