Notícias do setor farmacêutico

Dia Mundial do Diabetes alerta sobre os cuidados com a visão

Dia Mundial do Diabetes alerta sobre os cuidados com a visãoPara sensibilizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce da retinopatia diabética, as associações de pacientes ADJ Diabetes Brasil e a Retina Brasil junto com o Clube do Diabetes fizeram uma parceria com a Novartis para realizar a Campanha De Olho no Diabetes, cujo embaixador é o apresentador André Marques. A iniciativa tem o intuito também de estimular a visita ao oftalmologista, preferencialmente especialista em retina pelo menos uma vez ao ano, e, contribuir na educação sobre a importância dos cuidados com a visão, e consequentemente, contribuir para o diagnóstico rápido de Retinopatia ou Edema Macular Diabético.

A campanha estrelada por André Marques conta com depoimentos dos presidentes da ADJ Diabetes Brasil, Gilberto Casanova, e da Retina Brasil, Maria Júlia Araujo, e da influenciadora digital e autora do Portal Clube do Diabetes, Aline Peach. São quatro vídeos que mostram a importância das pessoas com diabetes visitarem o oftalmologista especialista em retina pelo menos uma vez ao ano, para diagnosticar precocemente a retinopatia diabética e ter acesso ao tratamento dela. A iniciativa incluirá depoimentos de mais 11 influenciadores digitais com diabetes.

Um diferencial é que a campanha inclui em um só local, informações, notícias, serviços e atividades relacionadas à saúde ocular das pessoas com diabetes, além de oferecer uma plataforma de busca online de especialistas e centros de referência no diagnóstico, tratamento e acompanhamento de diabetes (endocrinologista) e em cuidados com a visão (oftalmologistas) desses pacientes, para que possam encontrar apoio perto de casa ou do trabalho, por meio de uma busca simples via CEP.

Para mais informações sobre a campanha, acesse: https://deolhonodiabetes.com.br/.

Retinopatia Diabética é a principal causa de cegueira

Quem tem diabetes sabe que disciplina é fundamental para ter mais qualidade de vida1.  O diabetes é uma doença crônica que atinge 13 milhões de pessoas, só no Brasil2. Além dos cuidados como controle de glicemia, alimentação balanceada e prática de exercícios físicos, o que nem todo mundo sabe é que também são recomendados cuidados com a visão.  A doença é a principal causa de cegueira em pessoas em idade produtiva3.

Segundo pesquisa realizada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, de 2014, 77,2% dos indivíduos com diabetes tipo 2 não aderem ao tratamento no país, o que ocasiona sérias complicações, entre elas a retinopatia diabética, que afeta 40% dos brasileiros com a condição5. A retinopatia diabética é a principal causa de cegueira no mundo devido à falta de controle do diabetes6.

A retinopatia é uma das principais complicações microvasculares e pode causar cegueira, se não diagnosticada e tratada a tempo, independentemente da idade. “A doença é causada pela alteração na permeabilidade dos vasos sanguíneos da retina em decorrência da hiperglicemia de médio a longo prazos” explica o oftalmologista especialista em Retina Rafael Andrade.

“Ela pode ser de dois tipos: a não proliferativa, forma inicial que é detectada quando os vasos do fundo do olho estão danificados, causando hemorragia e vazamento de líquido da retina, chamado de Edema Macular Diabético; e a proliferativa é diagnosticada quando os vasos da retina ou do nervo óptico não conseguem trazer nutrientes para o fundo do olho e por consequência, há formação de vasos anormais, que causam o sangramento”, complementa o médico.

O estudo Dr. Barometer7, realizado com a colaboração de especialistas da Federação Internacional sobre o Envelhecimento (IFA), da Federação Internacional de Diabetes (IDF), da Agência Internacional para a Prevenção da Cegueira (IAPB), envolvendo 41 países, publicado em 2017, constatou no Brasil que 91% dos entrevistados com diagnóstico de retinopatia disseram que não conseguem realizar as atividades cotidianas, como dirigir, trabalhar e concluir tarefas básicas em casa e 28% dos respondentes do estudo nunca discutiram complicações oculares com o médico ou só o fizeram após os primeiros sintomas.

Referências

  1. Sociedade Brasileira de Diabetes. O Que é Diabetes? Disponível em: https://www.diabetes.org.br/publico/diabetes/oque-e-diabetes. Acesso em setembro de 2019.
  2. World Blind Union. Diabetic retinopathy. Disponível em: http://www.worldblindunion.org/English/VisionHealth/eyeconditions/Pages/Diabetic-retinopathy.aspx. Acesso em setembro de 2019.
  3. Publicados em abril de 2016 e disponível em: https://www.who.int/health-topics/diabetes
  4. IMS Health Study: Low Levels of Adherence and Persistence Remain Barriersto Reducing the Costs of Diabetes Complications e disponível em: https://www.businesswire.com/news/home/20160712005431/en/IMS-Health-Study-Levels-Adherence-Persistence-Remain
  5. Diabetic retinopathy – publicado na Revista Brasileira de Endocrinologia e Metabologia de 2005.
  6. Publicado e disponível aqui: https://drbarometer.com/

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/10/15/cinco-sinais-subtis-que-podem-indicar-diabetes/]

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação