Notícias do setor farmacêutico

PIB cresceria só 0,55% sem saque do FGTS

FGTS

O governo aumentou a projeção para o crescimento da economia em 2019. A estimativa do Produto Interno Bruto (PIB, soma de todos os bens e serviços produzidos no país), foi revisada de 0,85% para 0,90%. O resultado, que se confirmado seria inferior ao do Governo Temer em 2017 e 2018 (1,1% em ambos os anos) seria ainda pior se não fosse a liberação do saque do FGTS.

A medida, segundo o governo, contribuiria para uma alta de 0,35% do PIB em 2019. Com isso, se não fosse o saque, o PIB deste ano caminharia para ficar próximo de 0,55%. A liberação do FGTS é uma medida que vai contra a ortodoxia da equipe econômica, mas que foi adotada diante dos maus resultados alcançados pela política do Governo Bolsonaro.

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/10/29/economistas-projetam-recuo-da-selic-para-45-neste-ano-e-top-5-aposta-em-4/

Para 2020, a previsão foi elevada de 2,17% para 2,32%. Para os três anos seguintes, a estimativa é 2,50%. Essas estimativas estão no Boletim Macrofiscal da Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia. No final de 2018, a projeção do governo para o PIB em 2019 era de uma elevação de 2,60%.

A previsão para a inflação anual, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), caiu de 3,62%, estimada em setembro, para 3,26%, no boletim divulgado nesta quinta-feira. “Mais uma vez, a intensidade da descompressão do preço de alimentos foi o principal responsável pela queda da estimativa de inflação”, diz o boletim.

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

Fonte: Monitor Mercantil

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação