Notícias do setor farmacêutico

Apenas no digital, Black Friday irá movimentar R$ 3 bilhões

Já há dez anos no calendário do Brasil, a Black Friday deve movimentar cerca de R$3 bilhões em compras online em 2019. Segundo os dados da eBit Nielsen, quatro categorias concentram a intenção de compra dos consumidores: eletrônicos (41%), eletrodomésticos (35%), telefones (28%) e informática (26%) – a soma das intenções de compra não resulta em 100% porque, na pesquisa, os consumidores podem indicar mais de uma categoria.

O tíquete médio será de R$626, praticamente igual ao do ano anterior. A mudança, entretanto, fica a cargo da quantidade de pedidos. A expectativa é que o comércio eletrônico tenha cerca de 15% de aumento em relação a 2018, chegando a quase cinco milhões de compras.

“O consumidor está mais engajado na compra online. Ele testou mais durante o ano, entende melhor sobre logística, e os varejistas estão oferecendo mais opções – como a possibilidade de retirar o produto na loja, por exemplo. Assim, ele topa ter menos tempo de entrega e menos valor de frete”, afirma Ana Szasz, líder da Ebit.

Outra mudança no comportamento do consumidor é o formato de compra. No mês de novembro, pela primeira vez, as vendas por dispositivos móveis já representam mais da metade do total.

Preço é rei

O principal motivador de compra da Black Friday, naturalmente, são os descontos. Mas há diferenças entre categorias. Segundo um estudo da Kantar sobre o consumo brasileiro, as pessoas buscam preços mais baixos principalmente nos segmentos Digital & Dispositivos Inteligentes (62%), Remédios Sem Receita (56%) e Moda e Móveis e Decoração (ambos com 54%).

Já uma pesquisa do SPC em parceria com a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas aponta um aumento no número de brasileiros que só pretendem comprar algo na Black Friday se observarem que o desconto é realmente atrativo. No total, a taxa cresceu sete pontos percentuais, alcançando 39% dos consumidores.

E para divulgar suas promoções, fabricantes têm se unido às redes varejistas com o objetivo de conquistar o consumidor neste período. Esse é o caso da Samsung. Em sua divisão de consumer eletronics, a equipe de marketing da fabricante busca conquistar o bolso dos clientes com uma campanha de influenciadores com mais de 20 personalidades, que vão desde Fábio Porchat até Sérgio Mallandro.

Os dois comediantes estarão, inclusive, nos pontos de venda em que a fabricante atua para entreter e conversar com os consumidores sobre os produtos da marca. Além de Fábio e Sérgio, participam das ações Dani Calabresa, Ceará e Rodrigo Santana nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. A participação dos comediantes será transmitida em lives nas redes sociais das personalidades.

“A estratégia de Black Friday é omnibranding”, explica Patrícia Pessoa, diretora de marketing de consumer eletronics da Samsung. Além do PDV, a empresa conta com campanhas para o ambiente online e, também, no off. “Nossa aposta é termos um preço absolutamente atrativo. Elas de fato já preferem nossa marca, agora esperamos um reflexo disso na sexta-feira”, afirma Patrícia.

Chega chegando

Quem compra online está se acostumando cada vez mais a ter uma variedade de opções de entrega – que vão desde serviços de entrega mais rápidos — mas com maior valor de frete — passando pelos tradicionais dois dias úteis de prazo, até a possibilidade de retirar na loja.

A inovação na entrega, entretanto, tende a continuar. A rede de drogarias Venancio realizou uma parceria com a MyView e a P&G para realizar um protótipo de entregas por drones e robôs terrestres. A ação, que é realizada nesta quinta-feira, 28, no Rio de Janeiro, marca o início dos preços de Black Friday da Venancio. A entrega será feita para a atriz Débora Nascimento, no bairro da Barra da Tijuca.

Fonte: Meio & Mensagem

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação